Essa promete ser uma semana agitada na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) com a divulgação dos balanços comerciais das principias ações negociadas no Brasil. Entre 22 e 26 de outubro a Companhia Vale do Rio Doce e Petrobras, que possuem as ações mais negociadas na Bovespa devem divulgar seus resultados do terceiro trimestre de 2012. Ainda os bancos Bradesco e Itaú Unibanco também devem publicar seus balancetes financeiros do último período.

Quarta-feria, 24 de outubro, é a vez da Vale publicar seu balanço financeiro para o trimestre que vai entre julho e setembro. De acordo com analistas a empresa deve apresentar uma pequena subida na produção do minério de ferro, principal produto comercializado pela Vale. Porém os resultados podem não ser bons, devido a queda no preço médio da commodity no período que deve ficar em volta de 21 por cento mais barata. Isso pode levar a um duro golpe no rendimento da empresa no período.

A Petrobras prevê a publicação de seu balanço financeiro do trimestre para sexta-feira, 26 de outubro. No segundo trimestre de 2012, a gigante brasileira decepcionou o mercado ao apresentar um resultado de 1,346 bilhão de reais em prejuízo líquido. Analistas previam que a Petrobras deveria demonstrar um lucro líquido de 1,58 bilhão de reais para esse período.

Por Matheus Camargo


Com produção de 83,9 milhões de toneladas de minério de ferro a companhia Vale do Rio Doce bateu sua produção do segundo trimestre de 2012. Esses dados representam um crescimento de produção da ordem de 4,2% da empresa no terceiro trimestre em comparação com o período anterior. Esse resultado, porém, é uma queda de 4,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a Vale informa em nota à impressa, o crescimento orgânico da empresa mostra uma sólida capacidade de desempenho operacional das suas plantas de extração de minério. Ela afirma ainda que o bom desempenho deveu-se a “flexibilização operacional e à riqueza de recursos minerais”.

A empresa informou também que está enfrentando problemas com a queda de desempenho nas minas da região de Carajás, no Pará, em virtude da não obtenção ou atraso no licenciamento ambiental para abertura de novas explorações. Isso fez com que a empresa insistisse na produção em lavras antigas e o desempenho operacional caísse em 10,5% em relação ao mesmo período o ano passado.

Apesar disso, globalmente a Vale ressalta que aumentou de maneira significativa seu número de licenças ambientais em 2012. A empresa conta agora com um total de 52 licenças entre janeiro e setembro deste ano.

Por Matheus Camargo

Fonte: Infomoney


Vale: lucro líquido de R$ 5,314 bilhões no 2º trimestre de 2012

Segundo dados divulgados hoje (25/07) pela mineradora Vale, o lucro líquido da empresa caiu 48,3% no segundo trimestre deste ano, alcançando R$ 5,314 bilhões. A comparação foi feita tomando por base o mesmo período do ano passado, quando o resultado foi de R$ 10,275 bilhões.

Em relação ao primeiro trimestre de 2012, a queda foi de 20,9%. Já, no semestre a baixa do lucro registrada foi de 44,2%, indo de R$ 21,56 bilhões para R$ 12 bilhões.

Com queda de 19% na comparação anual, a receita operacional no segundo trimestre chegou em R$ 23,9 bilhões.

A Vale informou em relatório que o seu desempenho foi robusto, pois houve desafios encontrados em um ambiente de preços baixos, além de problemas operacionais em ativos de carvão e metais básicos.





CONTINUE NAVEGANDO: