Após se dizer frustrada com o preço, a Sony anunciou que mesmo vendendo o console a R$ 3.999, terá prejuízo com o PlayStation 4 no Brasil.

Por meio de um comunicado no PlayStation Blog, a gerência da divisão para a América do Sul da Sony nega que tenha interesse em comercializar o PS4 com preço tão alto, por irritar os consumidores e não ser bom para a marca. Apesar disso, por conta dos altos impostos, a empresa foi obrigada até a dar um desconto e diminuir sua margem de lucro para que o valor não fosse maior ainda.

O comunicado indica que 63% do preço de venda é voltado para a compensação dos impostos federais, como IPI, PIS/COFINS, ICMS e ICMS-ST, que por si só já totalizam R$ 2.524 do valor do console. Em seguida, há mais 15,5% de margem de lucro para as lojas que revenderão o PS4 no Brasil. Por fim, há mais 21,5% referente ao preço de transferência do console, o que totaliza ao final R$ 4.257.

Esse valor excedente, segundo a Sony, é descontado pela empresa, o que representa 6,5% do valor final, que é de R$ 3.999. Com isso, o prejuízo da empresa passa de R$ 250 para cada aparelho vendido. Ainda segundo a empresa, caso o PS4 fosse fabricado no país, o preço de venda poderia diminuir cerca de 50%. Mesmo assim, o preço ainda ficaria exorbitante em comparação com o valor do console no resto do mundo.

Por Jorge Souza





CONTINUE NAVEGANDO: