Foi aprovado o reajuste médio de 16,78% na tarifa da conta de luz no estado do Rio de Janeiro.

Está previsto mais um aumento na conta de luz, dessa vez o estado afetado será o Rio de Janeiro.

Conforme a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), foi aprovado no dia 4 de novembro um reajuste médio 16,78% na tarifa.

Essa aprovação influencia nas tarifas da distribuidora de energia elétrica Light, com atuação no estado do Rio de Janeiro. A mesma empresa já teve sua tarifa reajustada no mês de março deste ano.

A partir de sábado, dia 7 de novembro, já entra em vigor a alta de 17,2% para tarifas para clientes residenciais e de 15,9% para as tarifas de clientes industriais.

Serão afetados 31 municípios em todo o estado do Rio de Janeiro, compreendendo 3 milhões e 700 mil clientes residenciais e industriais.

Como justificativa, a Aneel alega aumento no custo da compra e no transporte da energia em virtude da baixa do nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do Brasil, incluindo o pagamento de encargos setoriais.

O valor pago pela Light pelo megawatt-hora subir de 123 reais para 147 reais, gerando uma alta de 19,5%. O aumento do custo médio fica compatível com o aumento repassado ao consumidor final.

A Agência Nacional de Energia Elétrica define o percentual como um teto a ser aplicado pelas distribuidoras, mas cada distribuidora tem autonomia para definir o percentual a ser aplicado, podendo ser um percentual inferior ao indicado pela Aneel.

É comum todo ano as tarifas sofrerem um reajuste, dependendo do índice que for indicado pela Aneel. Desde 2014, as tarifas de energia elétrica estão sendo encarecidas devido ao baixo nível de água dos reservatórios.

O objetivo das distribuidoras não é o lucro com a revenda da energia comprada das usinas, mas lucrar com o transporte e distribuição aos seus clientes. Então já era esperado que todo aumento no custo da energia seja repassado ao cliente final.

Por Jean Fretta Pereira

Conta de luz


A Microsoft fez um pronunciamento nessa última terça-feira, 6 de novembro, de que seu centro de tecnologia avançada no Brasil ficará na cidade do Rio de Janeiro. O empreendimento da Microsoft visa a criação de novos produtos. Esse será o quarto centro avançado da empresa de softwares. Os outros três estão localizados na Alemanha, Israel e Egito.

O empreendimento contará com o apoio do governo federal e da prefeitura do Rio de Janeiro. A instalação do centro deverá custar cerca de 200 milhões de reais ao longo de quatro anos de instalação. Todo o recurso saíra dos cofres da companhia americana. No inicio do ano a Microsoft iniciou um centro de pesquisa em tecnologia na cidade de São Paulo, aplicando 10 milhões de reais.

O anuncio oficial do empreendimento será feito primeiramente em Brasília, no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação e terá a presença de Marco Antônio Raupp, do supracitado ministério e de Aloizio Mercadante do Ministério da Educação. No dia 8, quinta-feira será feito novo anuncio no empreendimento na cidade do Rio de Janeiro com a presença do  prefeito Eduardo Paes.

A Microsoft vem negociando com o governo federal já ha algum tempo a implantação de centros de pesquisa no país. A empresa entende que os novos produtos devem ter o perfil do consumidor brasileiro e de seus vizinhos nos países latino-americanos.

Por Matheus Camargo


A refinaria de Manguinhos voltou a se pronunciar sobre as acusações de adulteração em seus produtos. A declaração foi feita em meio ao maremoto causado pelo anúncio de Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, que disse que o Estado iria desapropriar o terreno da refinaria. O motivo da desapropriação seria para cobrar o pagamento de impostos por parte da empresa.

A refinaria de Manguinhos afirmou que suas instalações são vistoriadas periodicamente pela ANP (Agência Nacional do Petróleo), órgão fiscalizador competente. Nessas vistorias os fiscais da ANP não teriam encontrado problemas, afirma a empresa em nota.

A refinaria de petróleo esclarece ainda que segue rigorosamente os padrões de qualidade estabelecidos pela ANP e que tem uma política de combate à fraude de seus produtos.

As acusações de que a refinaria de Manguinhos teria adulterado seus produtos juntam-se ao mau momento da empresa com o decreto do governo do Rio pela expropriação de seu terreno. Para evitar uma violenta baixa no seu valor de mercado, a refinaria solicitou a Bovespa na segunda passada, dia 15 de outubro, que as negociações de suas ações fossem interrompidas. Os investidores reclamaram da atitude da empresa, que entrou com liminar na justiça para manter o congelamento das negociações de seus papeis.

Fonte: EcoFinanças

Por Matheus Camargo


Eleições 2012 no Rio de Janeiro.

No Rio de Janeiro, as Eleições 2012 elegeram 51 novos vereadores na capital carioca. No total, a cidade contou com mais de 3 milhões de votos válidos para vereadores.

Deste número, aproximadamente 87% foram nominais e outros 12% foram na legenda. A candidata mais votada foi a vereadora Rosa Fernandes, com mais de 68 mil votos (2,20% do total).

Na segunda posição está Guaraná, que teve 53 mil votos (1,71% do total). O terceiro colocado foi César Maia, com 44 mil votos (1,42% do total).

Foram 43 candidatos a vereador que não levou nenhum voto nesta eleição no Rio de Janeiro. Com somente 1 voto, foram 6 candidatos.

Clique aqui e confira a lista completa dos vereadores eleitos no Rio de Janeiro.


As vendas para a Páscoa no Rio de Janeiro deverão crescer 9% esse ano, em comparação ao mesmo período do ano de 2011, essa é a previsão do CDL-Rio (Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro).

Para a pesquisa, o Centro consultou 500 lojistas que possuem estabelecimentos na capital do Rio de Janeiro.

De acordo com Aldo Gonçalves, presidente da CDL-Rio, o crescimento ocorre devido à Páscoa não ser restrita apenas aos ovos feitos de chocolate. No mesmo período, também cresce a procura por brinquedos, roupas e bichos de pelúcia. A data é comemorada tanto por crianças quanto por adultos.

Ainda segundo Aldo, o comércio tem se voltado para outros produtos, além dos infantis, principalmente para os casais de namorados.

Outro assunto abordado pela pesquisa foi com relação ao otimismo dos lojistas. Os dados mostraram que mais de 50% dos lojistas confiam na elevação do volume de vendas esse ano, sendo que 51,4% admitiram que aumentaram a variedade de produtos oferecidos e 15,4% treinaram os funcionários a fim de oferecer um atendimento mais eficiente aos clientes.

Destaque também para as contratações temporárias, dos 500 lojistas ouvidos, mais de 40% afirmaram ter contratado mão de obra temporária.

Por Joyce Silva


A renda média dos trabalhadores do Rio de Janeiro teve uma alta de 33,8% entre 2003 e 2011, é o que revela a Pesquisa Mensal do Emprego (PME) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O índice ficou acima dos apresentados por outras cidades, a cidade maravilhosa ultrapassou pela primeira vez a metrópole São Paulo, cidade que costuma apresentar o maior índice de renda do Brasil.

Com relação ao poder de compra, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro teve um aumento de 33,8%, em segundo lugar aparece a cidade de Belo Horizonte com 32,1%, seguida por Porto Alegre (com 25,5%), Recife (com 21,1%) e São Paulo (com 13,8%).

Devido à boa fase da economia fluminense, houve uma redução da diferença de renda entre os moradores do Rio de Janeiro e de São Paulo. Os paulistas ganhavam em média R$ 234,99 a mais em 2003, sendo que em 2011 essa diferença caiu para R$ 10,87.

A renda média do carioca passou de R$ 1.284,93 (em 2003) para R$ 1.719,35 (em 2011). Em São Paulo a renda passou de R$ 1.519,92 para R$ 1.730,22.

De acordo com uma nota divulgada pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno, o desempenho apresentado é uma reunião de esforços do governo do estado em áreas importantes como infraestrutura e segurança.

Por Joyce Silva


A NET Serviços recruta profissionais com escolaridade de nível médio e técnica para atuação na cidade de Niterói, estado do Rio de Janeiro. Para se candidatar, os interessados devem atualizar seus currículos e enviar um e-mail para vagasnetrio@netservicos.com.br. Lembre-se de informar no campo assunto qual a vaga de seu interesse. Fique atento ao prazo que encerra dia 27 de maio (sexta-feira).

São ofertadas 50 oportunidades. Confira as vagas disponíveis: Operadores de Televendas, Vendedores (com experiência), Técnicos em Mecatrônica, Instrumentação, Telecomunicações, Eletrônica, Automação Industrial, Informática Industrial e Eletrotécnica. Os requisitos para a área de televendas são: ter experiência em telemarketing ativo de vendas, disponibilidade de horário e fluência verbal. Os técnicos devem ter curso profissionalizante, CNH tipo “B” e CREA ativo.

A NET Serviços é uma companhia de multisserviços via cabo. Os seus principais produtos são: NET TV, NET Fone via Embratel e NET Vírtua. A empresa oferece salários compatíveis com o mercado, vale-refeição, assistência médica, programa de participação nos resultados, vale-transporte, entre outros benefícios.

Boa Sorte! Veja mais detalhes sobre a empresa aqui.

Fonte: NET

Por Melisse V.


O Brasil tem correspondido bem às expectativas das empresas nacionais e estrangeiras devido a inúmeros fatores. A desvalorização do dólar diante do real é somente a ponta do iceberg dessa nova tendência.

Estudo relacionado pela Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja) assinala que o número de empresas abertas na unidade federativa aumentou 8,7% em 2010 em comparação a 2009. Em dados mais elucidativos, 41.025 novos negócios foram gerados no período, contra pouco mais de 37,7 mil no ano anterior.

Para Carlos de La Rocque, presidente da entidade, o avanço de novos negócios já era aguardado, porém o índice constatado superou todas as perspectivas. O segmento de roupas e acessórios foi o destaque no ano passado, com 16.846 do total. Salões de beleza se postaram em seguida, com exatos 8.585 novos empreendimentos.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Band Online


No embalo do aquecimento da economia brasileira que vem mantendo o fôlego e parece caminhar para certa estabilidade, o estado do Rio de Janeiro, conforme pesquisa da FIRJAN (Federação das indústrias do Estado do Rio de Janeiro), em matéria divulgada no site dinheiro.br.msn, bateu recordes na geração de empregos no primeiro semestre deste ano.

De acordo com a Firjan o aumento dos postos de trabalho seguiu a tendência que foi registrada no primeiro trimestre do ano e manteve a força no aumento de vagas no segundo trimestre gerando números que chegaram ao recorde no período desde que foi iniciada a apuração em 1995. Ao todo foram registrados 88.591 postos de trabalho, sendo que deste total 16.523 foram na indústria do estado. Um ótimo resultado para o setor, primeiro que apurações globais do setor registraram no país no último mês uma leve queda na oferta de empregos e segundo porque, para o estado, que teve há alguns anos atrás o setor um tanto estagnado, este é um claro sinal de recuperação.

Também foram registrados recordes de emprego no setor de serviços com 48.859 vagas e no setor de serviços de utilidade pública com 3.142 vagas. Outro setor que também se destacou no período foi o da construção civil que proporcionou 14.925 vagas nos seis primeiros meses do ano, com esta sendo sua segunda melhor marca histórica, abaixo apenas do número de vagas registrada no ano de 2008.

Estes números foram colhidos em informações do CAGED, Cadastro geral de empregados e desempregados, do Ministério do Trabalho e Emprego.

Por Mauro Câmara





CONTINUE NAVEGANDO: