Mesmo com crise e escândalos, muitas marcas sobrevivem bem e até prosperam em um ambiente turbulento. Entre altos e baixos no ano de 2015, as mais poderosas e valiosas marcas do Brasil não estão apenas em pleno processo de expansão nacional, mas também em expansão internacional.

Confira neste artigo as 20 maiores marcas brasileiras que estão cativando seus clientes e consumidores. Elas, em tempos de crise ou não, procuram estratégias para aumentar a sua quota de mercado. Os dados são do relatório "2015 Top 50 Latin American Brands" da Millward Brown.

1. Skol

A cerveja mais popular do Brasil faz o topo da lista. Durante a crise, a marca viu um crescimento exponencial de seu valor de mercado, ultrapassando vários rivais consolidados e se tornando a marca mais valiosa do Brasil em 2015.

2. Bradesco

O Bradesco cresceu no Brasil por conta de fusões e aquisições. Hoje é a segunda maior e mais valiosa empresa do país. O segundo maior banco privado do Brasil foi fundado em 1943 e se destaca pela criação de associações com outras marcas brasileiras, como C & A, Casas Bahia e Odontoprev. Sua mais recente aquisição, o banco HSBC, certamente vai ajudar a fortalecer sua posição.

3. Itaú

Após a fusão com o Unibanco, o Itaú tornou-se o maior banco do Brasil. Com sede na cidade de São Paulo, o banco é também o maior banco da América Latina. Foi fundada em 1945 e atualmente opera em 27 países ao redor do mundo. É assim que o banco Itaú rivaliza com seu maior competidor, o Bradesco.

Veja quais são as outras:

4. Brahma

Mais uma marca de cerveja do Grupo Ambev nos top 4, dominados por bancos e cervejarias. E há outras três marcas de cerveja entre as 20 maiores, perfazendo 25% do total.

5. Sadia

6. Antarctica

7. Natura

8. Bohemia

9. BTG Pactual

10. Ipiranga

11. Cielo

12. Lojas Americanas

13. Petrobras

No meio de escândalos de corrupção, a Petrobras foi uma das que mais perdeu valor de mercado. A gigante de energia, atualmente, está presente em 28 países e parece ter se abalado com os graves episódios que está ocorrendo em 2015. A marca, contudo, continua a gozar de boa reputação internacional e ainda consegue se manter entre as 20 maiores.

É interessante notar que é a marca de empresa estatal mais valiosa do país, algo que revela como a crise mudou o ranking nos últimos anos. Em 2012, a Petrobras era a primeira do ranking e o Banco do Brasil o quinto.

14. Porto Seguro

15. Banco do Brasil

16. Schin

17. Casas Bahia

18. Pão de Açucar

19. Vivo

20. Perdigão


A Hering, empresa do setor de vestuário, prevê uma melhora no mercado no último trimestre de 2012.

A empresa tem passado por um período de queda de sua lucratividade no  trimestre de julho a setembro, de acordo com seu balanço financeiro. O mau desempenho no período contribuiu para fazer dos papéis da Hering serem uma das líderes de perdas no pregão da Bovespa da sexta-feira, dia 19 de outubro.

Fábio Hering, presidente da empresa, afirmou que o próximo trimestre deve ter um desempenho melhor. Sua declaração ocorreu em uma teleconferência, no dia 19, entre os membros do comitê gestor da empresa. Segundo ele, os pedidos para a coleção da nova estação estão aquecidos.

Segundos os dados apresentados pela Hering suas lojas já apresentaram um desempenho melhor nesse começo do último trimestre de 2012 com a subida das vendas em 1%.

Na conferência, Fábio Hering afirmou, ainda, que a marca tem planos de expansão para o próximo período, embora não tenha fornecido dados exatos. Afirmou que a Hering mantém seu plano de abrir mais 107 lojas até o final de 2012. Sendo 20 Hering Kids e 87 Hering Store e uma meta de abertura de 20 lojas somente neste último trimestre de 2012.

Por Matheus Camargo

Fonte: InfoMoney


O ramo de Locação de Veículos é muito promissor e está em constante crescimento no Brasil. Há possibilidades diversas como trabalhar pelo Sistema de Franquia ou ser Independente, mas em ambos os casos é necessário conhecimento, preparo e atenção especiais para quem deseja ingressar neste Mercado:

– Conhecimento de Detalhamento Técnico e de Qualidade tendo em vista os muitos detalhes e as peculiaridades do setor de Locação de Veículos.

– Conhecimentos de Ferramentas de Gestão de Negócios para fazer o planejamento, definir gastos de implantação, estabelecer critérios na busca de crédito junto às Instituições Financeiras e administrar com segurança o negócio.

Há dinheiro disponível no mercado e é relativamente fácil conseguir um empréstimo, mas, por outro lado, as taxas de juros são bem altas e é preciso tomar cuidado na hora de fechar o contrato com o banco. Deve-se pensar, ainda, na Carga Tributária brasileira que é enorme e incide fortemente sobre o setor de Locação de Veículos.

Se você já parou para pensar em tudo isto e tem certeza que está preparado para encarar o Mercado, vá em frente e faça bons negócios.

Boas informações podem ser encontradas no site da ABLA.

Por Lindomar Vieira

No ano de 2009 o Mercado de Locação de veículos blindados cresceu significativamente. O aumento dos índices de criminalidade, envolvendo roubos e seqüestros, tem levado muitas empresas a investir neste quesito de segurança para garantir maior proteção aos seus Executivos de alto e médio escalão.

Empresas que oferecem veículos com blindagem têm experimentado uma excelente participação nos negócios e tudo indica que o crescimento continuará, pois é mais conveniente e mais barato para as empresas utilizarem um serviço de frota terceirizado do que investir em frota própria, de acordo com dados da ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis).

Quem imagina que a locação desse tipo de veículo só tende a crescer nas regiões Sudeste e Sul, está equivocado, pois é notado e esperado um crescimento em nível nacional para este nicho de mercado. É hora de todas as locadoras de veículos ficarem atentas e disponibilizarem blindados para locação com o fim de estarem atualizados e preparados para atender a demanda surgente.

Por Lindomar Vieira




CONTINUE NAVEGANDO: