A opção de quitação ou abatimento do valor do IPVA utilizando a Nota Fiscal Paulista tem prazo de até o dia 31 de outubro.

O Programa Nota Fiscal Paulista tem o apoio e é estimulado pelo Governo do Estado de São Paulo, para que as empresas ou pessoa jurídica emitam nota fiscal eletrônica ou manual. Dessa forma, as empresas têm um incentivo, pois haverá renúncia tributária de até 30% do dinheiro recolhido para fins de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Já a importância da Nota Fiscal Paulista para o consumidor é que é possível a devolução de até 20% desse valor efetivamente recolhido pelo estabelecimento ao cliente ou comprador. Para que isso ocorra, basta que o consumidor exija no ato da compra esse documento fiscal e informe o seu CPF ou, se for o caso, CNPJ para receber os créditos e também participar e concorrer a prêmios em dinheiro.

Esse dinheiro restituído ao consumidor pode ser utilizado de várias formas. No próprio site de consulta ao saldo da Nota Fiscal Paulista www.nfp.fazenda.sp.gov.br a pessoa insere o CPF ou CNPJ e verifica se prefere que o saldo informado seja depositado em sua conta (basta informar os dados corretos) ou então pode também, para quem preferir, ser usado para pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Nesse último caso, é somente escolher a opção de quitação ou abatimento no valor do IPVA e o site irá pedir  o número do Renavam do veículo.

A escolha do consumidor de realizar o pagamento do IPVA 2016 por meio da Nota Fiscal Paulista poderá ser feita até o dia 31 de outubro deste ano. Essa preferência não poderá ser desfeita ainda que o automóvel seja vendido.

Vale destacar que somente será possível utilizar o saldo da Nota Fiscal Paulista vinculado ao CPF do proprietário do automóvel, não existindo outra maneira de ser usado.

Segundo informações anunciadas pela Secretaria da Fazenda do Estado, neste mês de outubro entre os dias 1º e 21 foram contabilizados R$ 16.684.812,50 com finalidade de pagamento do IPVA 2016.

Por Paula Barretto Guerra

NFP


Com o grande capital de giro presente atualmente no Brasil, não é surpresa que haveria um aumento nos IPVA's do país.

Podemos destacar que, dentre os 10 lugares com o IPVA mais caro do país, claro que São Paulo estaria no meio, já que, a cidade é sempre castigada com os grandes valores em seus impostos, não só por ser uma das capitais do país, mas por ser a cidade onde se tem o maior giro de capital da América Latina, por exemplo.

Nessa cidade, o maior IPVA terá o valor de R$ 101 mil, que será do carro esportivo, Ferrari F12berlinetta, logo atrás, temos o Estado do Rio de Janeiro, ao lado de Minas Gerais, que há uma pequena redução de preço para o IPVA do mesmo esportivo, que será de R$ 100 mil. O mesmo carro no Estado do Rio Grande do Sul terá o IPVA no valor de R$ 87 mil. Na Bahia, vemos redução de 5% no valor do IPVA, mas ainda assim, o preço do IPVA da moto Honda Gold Wing é de R$ 81 mil.  

No Mato Grosso, o IPVA mais caro será de R$ 32 mil para o Lamborghini que vale um pouco mais de um milhão de reais. No Paraná também haverá uma redução nos valores de 5,6% para os carros, onde é possível ver o valor do seu IPVA no site da Secretaria da Fazenda e consultar a tabela FIPE tendo o documento do carro em mãos.

No Espírito Santo não houve um aumento nem uma redução como aconteceu nos outros Estados, o preço está estável sendo o mesmo que no ano passado. Só é possível ver os preços a partir de uma consulta também. Em Santa Catarina irá ocorrer uma redução de 3,8%, juntamente com o Distrito Federal, que terá uma redução de 4,5%, já que, na visão dos especialistas, diminuir o IPVA pode beneficiar a frota atual.  

Por Mariana Caetano

IPVA 2014

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: