Auxílios do Governo para População de Baixa Renda 2022


Confira aqui os 4 principais auxílios do governo para população de baixa renda 2022.

Conheça os 4 auxílios que o Governo Federal disponibiliza para pessoas com baixa renda.


Não é segredo para ninguém que o Brasil possui uma grande parte de sua população vivendo em situação de pobreza ou ainda de extrema pobreza.


Desse modo, com o intuito de reduzir os impactos de vulnerabilidade da sociedade, o governo federal adotou programas para a distribuição de recursos para as famílias que mais necessitam, principalmente nos últimos tempos em que enfrentamos a pandemia, que deixou a vida ainda mais difícil para essas pessoas.


No Brasil, o governo criou 4 auxílios que são voltados para pessoas que possuam uma renda mensal muito baixa.


Antes de enumerar os auxílios, vale lembrar que para ter direito a algum deles é preciso que a pessoa possua cadastro no CadÚnico, que é o cadastramento para encaminhamento para os programas sociais que o governo disponibiliza.

Desse modo, se você precisa de algum auxílio e se enquadra nos requisitos e não possui o Cadastro único, procure o serviço de assistência social da sua cidade para providenciá-lo.

A partir do momento em que a pessoa esteja inscrita no CadÚnico, é possível por meio do CRAS, que é o Centro de Referência de Assistência Social, verificar se se encontra habilitado para então ter direito a um dos programas do governo.

Desse modo, se todos os requisitos forem preenchidos, o indivíduo terá uma grande chance se ter direito a um dos benefícios sociais.

Pois bem, agora que já esclarecemos como solicitar os auxílios, vamos conhece-los.

– Benefício de Prestação Continuada- BPC:

Este auxílio é voltado para pessoas idosas que possuam a partir dos 65 anos de idade, ou para pessoas portadoras de deficiência que vivam em situação de vulnerabilidade.

Quem se enquadrar nos requisitos vão receber mensalmente um salário mínimo.

Em relação aos critérios, é preciso que se comprove a baixa renda mensal por grupo familiar. Um dos requisitos deste programa é que cada membro da família conte com uma reande de no máximo ¼ de salário.

– Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI:

Este programa é voltado para crianças e para adolescentes que sejam menores de 16 anos. Ele foi criado com o objetivo de erradicar o trabalho infantil. Por meio deste programa se assegura a transferência de renda realizada diretamente para familiares. Ele também oferece que crianças e adolescentes sejam inclusos nos serviços para orientação e acompanhamento. Um dos requisitos deste programa é o menor frequenta e escola de forma regular.

– Auxílio Brasil:

Este é o mais novo programa do governo. Foi criado para substituir o Bolsa Família. É voltado para famílias consideradas pobres ou de extrema pobreza.

Esse se compõe de 3 benefícios considerados básicos, além de 6 que são suplementares, sendo possível a sua adição se o indivíduo consiga uma oportunidade de trabalho, ou possua um filho que tenha destaque em competições acadêmicas, científicas ou esportivas.

De acordo com a PEC dos Precatórios que foi aprovada, o valor deste auxílio será de R$ 400 no mínimo.

– Auxílio Gás:

Este auxílio foi criado destinado a famílias de baixa renda, para a compra de gás de cozinha. Também serão beneficiadas famílias que possuam mulheres que tenham sido vítimas de violência e que possuam medidas protetivas.

O primeiro pagamento deste benefício foi depositado no dia 18 de janeiro, e o valor foi de R$52. O benefício está previsto para ser liberado a cada 2 meses por um período de 5 anos.

Como se pode ver, as pessoas que sobrevivem em meio a pobreza ou extrema pobreza possuem esses auxílios, muitas delas como a única fonte de renda mensal da família, o que explica a miséria de tanta gente.

Os auxílios ajudam, mas não matam a fome de um mês inteiro de uma família. É preciso que nossos governantes olhem mais para o nosso povo.


Ana Paula


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.