Pagamento do Auxílio Emergencial 2021 – Nascidos em Maio

Caixa Econômica libera o dinheiro do Auxílio Emergencial 2021 para nascidos em maio.

Muitos cidadãos perderam seus empregos desde o início da pandemia e, graças ao auxilio emergencial, não estão na miséria. O auxílio é, justamente, uma ajuda financeira, dado pelo governo e, para os nascidos em maio o pagamento já está liberado, inclusive, para os cadastrados no CadUnico ( instrumento que identifica e caracteriza famílias de baixa renda).

Nas últimas 24 horas, Brasil registrou 371.889 mortos por Covid, sendo que 2.865 mortes em 24 horas. Já são 13.900.134 diagnósticos. Para amenizar o impacto da pandemia, o auxílio foi criado em 2020 e, depois de muitas dúvidas na esfera política e estudos sendo elaborados, foi liberado, também, em 2021 com um valor menor. A segunda onda do covid continuou afetando a população de baixa renda e a renovação para 2021 do auxílio por meio da PEC emergencial (186/19) foi autorizada.

Está previsto que 45,6 milhões de famílias irão receber os pagamentos, desde que tenham recebido em 2020 e atendam aos critérios.

Quem terá direito?

  • 28.624.776 pessoas não inscritos no CadÚnico, mas já inscritos no banco dital da caixa, o Caixa tem;
  • 6.301.073 inscritos no CadÚnico;
  • 10.697.777 integrantes do bolsa família.

Quem não terá direito?

  • Tenha vínculo de emprego formal ativo
  • Receba benefícios previdenciário, assistencial, trabalhista, ou de programa de transferência de renda, exceto abono salarial e bolsa família.
  • Tenha renda familiar mensal superior a meio salário mínimo;
  • Que a família tenha renda mensal total superior a três salários mínimos;
  • Seja residente no exterior, na forma definida no regulamento;
  • Em 2019 tenha recebido rendimentos isentos, cuja some tenha sido superior a R$ 40.000,00
  • No ano de 2019, tenha recebido rendimentos superior a R$ 28.559,70;
  • Que em 31 de dezembro de 2019 tinha posse ou propriedades de bens ou direitos superior a R$ 300.000,00
  • Tenha sido declarado, em 2019, como dependente;
  • Esteja preso em regime fechado ou tenha CPF vinculado ao auxílio reclusão;
  • Tenha menos de 18 anos de idade ( exceto mães adolescentes);
  • Possua indicativo de óbito nas bases de dados do ou tenha seu CPF vinculado, como instituidos, a concessão de pensão por morte de qualquer natureza;
  • Esteja com o auxílio emergencial de 2020 cancelado no momento da avaliação para as novas parcelas;
  • Não tenha movimentado os valores do auxílio de 2020;
  • Seja estagiário, residente médico ou residente multiprofissional, beneficiário da bolsa de estudo da CAPES, do CNPq ou de qualquer outra bolsa concedida por órgão público.
Leia também:  E-Commerce - Dicas para abrir o seu Negócio na Internet

O auxilio emergencial poderá ser movimentado pelo aplicativo Caxia tem, assim como no ano passado.

Para fazer sua consulta acesse a página referente a consulta do benefício pelo site do Dataprev, digite os dados solicitados e, aperte enviar. Agora, leia com atenção e saiba se você tem direito de maneira bem rápida e fácil. Você pode também acessar pelo aplicativo " Caixa auxílio emergencial", que pode ser baixado gratuitamente pela Apple store ou Google play.

O auxílio foi responsável por uma diminuição da desigualdade de renda e redução na pobreza do Brasil e, é visto pelos economistas como algo que impediu uma quada maior do PIB em 2020, ou seja, se não fosse o auxílio, a recessão teria sido pior no Brasil, além de servir como meio de sair da miséria para boa parte da população brasileira pois, muitos cidadãos, contaram com as parcelas iniciais do benefício para prover suas famílias com o extremamente básico e, com isso, tentar minimizar a fome, falta de saneamento básico e saúde. Estes seriam os "invisíveis" para o governo que , com o cruzamento de dados feito pela dataprev, muitas Marias e Josés na miséria foram surgindo da camada mais baixa da população brasileira, para eles, o auxílio lhes devolveu uma dignidade nunca tendo sido experimentada e, mesmo assim, continuam suas dificuldades mas, com um pouco mais de dignidade.

Viviane Pazzini Monteiro

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *