O que é PIX? Como Funciona o Novo Meio de Pagamento



Saiba aqui o que é e como funciona o PIX.

O PIX é um novo e instantâneo meio de transações bancárias e financeiras, o qual tem como objetivo facilitar os processos de transferências, pagamentos e recebimentos de dinheiro dentro do território nacional. Por enquanto, o novo sistema não estará disponível para realizar esses processos no exterior.

Disponível em novembro deste ano, 2020, o PIX promete oferecer variados benefícios aos seus usuários. Para saber mais informações sobre o que é essa inovação no cenário financeiro nacional, confira a seguir mais detalhes sobre o que é o PIX, benefícios do sistema, como ele funciona e muito mais.



O que é o PIX

O PIX é um novo sistema de transferências financeiras feitas no território nacional, o qual permite ao usuário realizar transações instantaneamente. O sistema, o qual foi desenvolvido pelo Banco Central, promete facilitar os modos de pagar, receber e transferir dinheiro pelo país de maneira bem mais rápida que o normal, levando cerca de 10 segundos para realizar esses processos.

Além disso, o PIX funcionará todos os dias da semana, 24 horas por dia, durante os 365 dias do ano, até mesmo nos feriados.



O sistema revolucionará o cenário de transações nacionais. Isso, porque as transações TED e DOC podem levar alguns dias para ter seu processo finalizado, enquanto que o PIX leva cerca de 10 segundos, como já foi citado.

Benefícios do PIX

Ao comprador: Além da rapidez nos processos e disponibilidade diária a qualquer hora do dia, o PIX oferecerá ao comprador um custo baixo – podendo ser, em algumas instituições, gratuito – maior segurança para lidar com os dados pessoais dos usuários, facilidade de uso (até mesmo para os que não possuem conta corrente) e, ainda, o sistema realizará todos os processos de forma completamente on-line, exigindo pouquíssimos dados pessoais (ou nenhum) do recebedor.

Leia também:  IPVA 2014 - Cidades onde os valores são os mais altos do Brasil

Ao recebedor: O PIX oferecerá ao recebedor celeridade nos processos de transações (assim que o pagamento é feito, o usuário recebe o dinheiro instantaneamente), bem como mais segurança em realizar pagamentos, menores taxas de custo, disponibilidade diária (a qualquer hora), além das opções de pagamentos e recebimentos usando o QR Code (mais seguro e rápido).

Como funcionará o PIX

O PIX será uma outra opção dentre todas as outras opções de transações já disponíveis nos aplicativos dos bancos nacionais. Vale lembrar que seu uso não será obrigatório, pois o PIX é apenas uma alternativa adicional ao comprador ou recebedor, que estará disponível no próprio aplicativo do banco (sem precisar baixar qualquer outro aplicativo). O sistema ainda poderá ser utilizado em fintechs (como Neon, Nubank ou PicPay), ou em carteiras digitais (como Mercado Pago, Iti ou Google Play).

Como será feito o pagamento por meio do PIX

Para realizar os pagamentos utilizando o PIX, o usuário poderá escolher alguma das opções seguintes:

– QR Code Dinâmico: Gera-se um QR Code para cada nova transação feita, o qual será descartado ao final de cada processo finalizado. Para usá-lo, basta direcionar a câmera do Smartphone para o QR Code gerado.

– QR Code Estático: Gera-se um único QR Code para todas as transações feitas, o qual não será descartado ao final das transações. Para usá-lo, também é preciso direcionar a câmera do Smartphone para o QR Code gerado.

– Preenchimento Manual: Insere-se os dados de forma manual nos campos solicitados.

– Chaves de Endereçamento: Insere-se uma chave de endereçamento, a qual será explicada mais adiante.

Após escolher uma dessas opções, é preciso confirmar os dados do recebedor, colocar o valor da transação e concluir o processo de transferência, a qual acontecerá instantaneamente.

Leia também:  Calendário do Auxílio Emergencial - Quando Será Pago os R$ 300?

O que são as Chaves de Endereçamento

As Chaves de Endereçamento são alternativas para os usuários que querem disponibilizar o menor número de dados pessoais possível. Para isso, a transação será realizada utilizando um único dado (número do CPF, e-mail, número do celular ou uma chave aleatória). Assim, não será mais necessário fornecer variados dados para realizar os processos, ou seja, mais uma inovação para o mundo das transações.

Além disso, a chave aleatória é gerada a cada nova transação e permite que o usuário não revele nenhum dado pessoal para concluir a transferência financeira.

Dessa forma, o PIX – disponível em novembro de 2020 – revolucionará o cenário econômico e financeiro do Brasil.

Texto de: Larissa Fonseca

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *