Liberação do Saque das Contas Ativas do FGTS 2019





Presidente Bolsonaro confirma liberação do saque de contas ativas do FGTS.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, realizou nesta semana uma entrevista coletiva durante a sua passagem pela Argentina. Na entrevista, ele confirmou oficialmente que haverá a liberação de uma parte específica do saldo das contas que estão ativas no sistema do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Essa é uma medida que está incluída no pacote de medidas que têm o objetivo de impulsionar as atividades econômicas do país.

Com a realização dessa medida, há a previsão de injetar quantias que chegam aos bilhões para impulsionar a economia com a utilização dos recursos que, de outra forma, provavelmente ficariam parados. A liberação deve ocorrer "esta semana" e é uma "pequena injeção na economia". Confira a seguir mais informações sobre o assunto.




Quem pode solicitar a retirada dos valores?

Segundo as informações do governo, as retiradas serão liberadas a trabalhadores que utilizam o PIS (pago aos trabalhadores que recebem por meio da iniciativa privada) e o PASEP (pago aos trabalhadores com salário depositado por meio da iniciativa pública municipal, estadual ou federal).

Outras informações apontam que o que regulará o calendário de datas para a realização de saques do FGTS será a data de aniversário dos contribuintes, a fim de facilitar o processo para cada um se organizar individualmente em vez de organizar as pessoas em blocos.


Quais serão os valores liberados? É possível sacar todo o FGTS?

As informações ainda estão em fase preliminar e, até o momento, o que se sabe é que os valores serão limitados de acordo com o total de saldo que o trabalhador tem disponível no fundo de garantia.

A proporção prevista, em resumo, aconteceria da seguinte maneira: quem tem um total de menos de R$ 5 mil na conta do FGTS que está ativa, recebe 35%; quem tem um total que está entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, recebe 30%; por fim, quem tem um saldo que está entre R$ 10 mil e R$ 50 mil, terá o direito de sacar 10% valor disponível no FGTS.

Diferenciando contas ativas das contas inativas

As contas que são consideradas ativas no FGTS são aquelas que possuem vínculos com contratos de trabalho que estão vigentes, ou seja, quando o funcionário está cumprindo o seu expediente diário normalmente e, por isso, recebe da empresa depósitos mensais no fundo de garantia.

As contas inativas são aquelas que estão vinculadas a contratos que já foram encerrados e estão, portanto, extintos e, depois disso, as contas não foram esvaziadas por não fazerem parte de uma das regras que permite o saque do FGTS em qualquer momento, como a demissão sem justa causa.

Como fazer a consulta do extrato do FGTS?

A consulta do saldo do FGTS por meio da visualização do extrato do mesmo pode ser realizada por diversos meios, como sites da internet, mensagens de texto no celular (SMS) ou usando um aplicativo específico para isso. Todas essas opções exigem a realização de um cadastro, que pode ser feito na área específica de FGTS no site da Caixa Econômica Federal.

O cadastro consiste em informar o número do PIS ou do PASEP, selecionar a opção relacionada à definição de senha, confirmar o aceite do regulamento proposto pelo site, preencher com exatidão todos os dados pessoais nos campos específicos para cada um deles e, por fim, cadastrar uma senha segura. Depois que a confirmação de cadastro for recebida, você poderá fazer a consulta do extrato na plataforma que for mais viável no momento. Correntistas da Caixa Econômica Federal têm o FGTS vinculado à conta e, por isso, conseguem fazer o uso do aplicativo do banco para consultar o extrato do FGTS.

Ricardo R.

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *