Apple Card – Novo Cartão de Crédito sem Taxas





Conheça aqui como funcionará o novo cartão de crédito lançado pela Apple.

Em um evento realizado na última segunda-feira, dia 25 de março, no palco do Steve Jobs Theater, nos Estados Unidos, a Apple apresentou oficialmente diversas novidades em sua gama de serviços prestados. Um dos grandes destaques foi, com toda certeza, o cartão de crédito da marca, o Apple Card.

Em uma parceria da maçã com o Goldman Sachs, o mesmo será disponibilizado nos EUA no verão, o que corresponde aos meses de inverno pelo hemisfério sul. Porém, sabe-se que não há informações iniciais sobre a chegada desse produto aqui no Brasil.




Um pouco mais sobre o Apple Card

O Apple Card foi criado, inicialmente, para ser usado por meio da Wallet disponível no Apple Pay. Em seu lançamento, foi definido que o cartão é internacional e que terá uma versão física fabricada em titânio. Sua utilização será somente para momentos específicos, ou seja, naqueles estabelecimentos onde é realizada uma compra e que não possuem uma máquina de cartão com NFC.

O NFC (Near Field Communication) é uma das tecnologias que permitem a realização dos pagamentos, seja em débito ou crédito, a partir da aproximação dos dispositivos, podendo ser uma pulseira, relógio, celular ou o próprio cartão de chip. Sendo assim, o leitor da maquininha é compatível para receber os detalhes e informações do pagamento, realizando a captura confiável e rápida de todos os dados.


Vale ressaltar também que o Apple Card não possui um número, uma assinatura, um código de verificação e nem uma data de validade. Ainda, o mesmo não possui uma anuidade e a bandeira é a Mastercard, que traz uma prática com juros abaixo das apresentadas pelo mercado para os seus clientes que optarem por um pagamento em parcelas de sua fatura.

Existe uma ferramenta que realiza o cálculo dos juros em tempo real do rotativo baseado em cada uma das opções de valor a serem pagas. Com isso, a marca visa à consciência financeira de cada um de seus usuários.

Além disso, para colaborar no controle das economias, a Wallet também categoriza cada um dos gastos levando em conta as variantes de tipo de compra, estabelecimento onde foi realizada a aquisição e valor da negociação, montando os relatórios dos gastos.

Para melhor atender os seus clientes, a Apple fará o atendimento por meio do iPhone, por envio de mensagens. Em relação à forma de pagamento de suas faturas, o usuário poderá escolher se deseja o fazer de forma semanal, quinzenal ou mensal, como uma maneira de liberar o seu limite mais rapidamente.

Para quem solicitar o seu cartão, o processo é muito rápido. Isso porque é possível ter acesso a ele em apenas alguns minutos em seu smartphone.

Programa de Recompensas: Cashback

Uma excelente novidade do Apple Card é que o seu programa de recompensas acaba premiando os usuários com o que é chamado de “cashback”. Explicando melhor sobre o mesmo, ao realizar uma compra por meio do Apple Pay, é devolvido em dinheiro para o usuário 2% do valor gasto. Para compras diretamente em uma das lojas da Apple, nas quais se inclui a App Store e os serviços prestados pela marca, o retorno é ainda maior, de 3%. Com o cartão em modo físico, a devolução é de 1%.

Essa função de retorno é chamada de “Daily Cash”, uma vez que os valores que correspondem ao cashback são depositados diariamente. Quem optar pode ainda pagar a sua fatura do cartão utilizando esse dinheiro.

Apesar de ser uma oferta exclusiva para os Estados Unidos, é forte a vontade por parte dos parceiros de levá-lo para outros mercados, expandindo assim a base de clientes tanto da Apple como do banco de investimentos Goldman Sachs. Por isso, é bom ficar ligado, pois muito em breve podem surgir oportunidades por aqui para a sua utilização.

Kellen Kunz



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *