Propostas dos bancos Bradesco, Itaú e Santander foram enviadas ao HSBC, porém, a que mais se sobressaiu foi a do Bradesco, que ofereceu R$ 12 bilhões pela unidade brasileira do HSBC.

O Bradesco está mesmo disposto a adquirir a unidade brasileira do banco HSBC e para isso poderá pagar até R$ 12 bilhões. Se o HSBC aceitar a proposta feita pelo Bradesco, a negociação poderá ser concluída até o fim deste mês de julho.

A proposta feita pelo Bradesco avaliou o HSBC, ou seja, a sua unidade brasileira, em 1,2 vez o valor contábil desta unidade.

O que ainda não se sabe é se este pagamento seria feito em dinheiro, que até o final do mês de março contava com ativos de mais de R$ 170 bilhões e a proposta surpreendeu o HSBC que havia planejado a venda da unidade até o fim do mês de agosto.

Desde que a unidade brasileira do HSBC foi colocada à venda em maio, as negociações avançaram de forma muito rápida, pois o Bradesco tem grande interesse nesta aquisição, pois o cenário atual para as instituições bancárias é de buscarem o crescimento para superarem os concorrentes menores, isso fortaleceria os bancos maiores diante de um cenário econômico bastante deteriorado.

O HSBC no Brasil não conseguiu crescer o tanto que precisava, ficando com um patrimônio negativo em 4,2% em 2014. Sem perspectiva de que as coisas pudessem melhorar, o HSBC preferiu vender sua unidade aqui no país.

O lance feito pelo banco Bradesco ficou acima da oferta do banco Itaú e também da oferta feita pelo Santander. Os 3 bancos tiveram interesse na aquisição da unidade do HSBC no Brasil e há cerca de 2 semanas enviaram suas propostas. Informações dão conta que as propostas ficaram entre R$ 8 bilhões e R$ 12 bilhões e a do Bradesco teria sido a maior de todas.

O Bradesco agora é o favorito para ficar com o HSBC Brasil, o que deixou o Santander em uma situação delicada, pois o banco precisa expandir seus negócios no Brasil e via nesta oportunidade uma excelente forma de atingir suas metas rapidamente. A proposta do Santander ficou entre R$ 9 bilhões e R$ 10 bilhões, não superando a proposta do Bradesco.

Alguns bancos estrangeiros, interessados em atuarem no mercado brasileiro, fizeram suas propostas, como os chineses, mas ficaram bem longe da proposta apresentada pelo Bradesco.

Por Russel

HSBC





CONTINUE NAVEGANDO: