ANEEL informa que Conta de Luz continuará na bandeira vermelha.

Tá afim de uma boa notícia para o mês de maio? Bem, nós também, pois as coisas parecem estar cada vez mais difíceis, principalmente sobre o aumento de impostos, tarifas, das necessidades básicas de qualquer pessoa e de onde puder aumentar mais um pouco, já que o salário mínimo é capaz de suprir todos esses momentos em tempo real, junto de uma carga horária justa de trabalho (ironias do destino).

A "novidade" agora é que a ANEEL, Agência Nacional de Energia Elétrica, responsável pela distribuição de luz, afirmou que as contas de luz vão continuar seguindo a bandeira vermelha, ou seja, cobrando 3 reais por cada 100 kilowatts-hora patamar 1.

Se você estava esperando que as coisas pudessem dar uma "aliviada" nesse período do mês, eu sugiro que você espere por um colapso, amigo. A medida foi justificada para argumentar sobre o baixo volume de chuvas durante o mês de abril, que não contribuiu para que a reserva de águas aumentasse.

Além disso, outra justificativa bastante interessante é sobre o estímulo ao "consumo consciente" da população por conta da manutenção da bandeira vermelha. É uma justificativa que serve bastante, principalmente quando não temos campanhas sobre consumo consciente para a população e a forma mais eficaz de fazer isso é continuar aumentando a conta de luz dos brasileiros e deixando eles tirarem suas próprias conclusões que "viver apertado" com as contas no final do mês é para o benefício de todos.

Parando para respirar um pouco sobre essa "boa" notícia, temos de lembrar sobre as recentes reformas que o Brasil está "tentando" se meter sem de fato possuir uma base, uma estrutura para aguentar tantas novas medidas que nenhum de nós temos uma boa noção, afinal, o poder de decisão que o povo possui não acaba sendo muito levado em consideração na hora de mais um aumento e da manutenção das taxas altas.

Enquanto isso, assim como muitas outras taxas, contas e impostos que seguem sendo aumentadas, continuamos esperando para que uma grande solução apareça. Mais sendo tirado da população e o sistema sempre continuando usufruindo do seu poder de decisão. Vamos permanecer então esperando as chuvas aumentarem, já que é o que podemos fazer por hora, não é mesmo? E enquanto isso, falta-se luz, o serviço é ruim, não temos todas as necessidades atendidas, em ruas falta-se luz, mas o serviço de cobrança e o remanejamento de custos é o que funciona com brilhantismo nas grandes empresas.

Yamí de Araújo Couto


Bandeira tarifária será vermelha durante este mês de Abril. Para cada 100kWh de energia, a cobrança extra é de R$ 3.

Os consumidores terão a energia mais cara durante este mês. O anúncio de que a bandeira tarifária será vermelha foi divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). É preciso que os consumidores fiquem atentos a cobrança extra de R$ 3 a cada 100 kWh de energia.

De acordo com a Agência, desde fevereiro do ano passado que a bandeira vermelha não é acionada. A Aneel declarou que isto aconteceu agora devido a falta de chuvas.

Para quem é acostumado a pagar suas contas de energia, observou que durante o mês de março a bandeira amarela foi a que vigorou. Isso significa que foi feita uma cobrança extra de R$ 2 para cada 100 kWh consumidos na conta de energia. Já em fevereiro, a bandeira era verde, sem a cobrança extra.

As bandeiras tarifárias indicam como está o custo de produção de energia elétrica no Brasil, se ele aumentou ou não nos últimos meses. Sem a chuva, os reservatórios reduzem seu armazenamento nas hidrelétricas e isso prejudica a produção de energia fazendo com que ela fique mais cara para o consumidor.

Uma informação importante foi divulgada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Segundo o órgão, no fim do ano passado, o Sudeste e Centro Oeste tiveram seus reservatórios das hidrelétricas com capacidade para 70% de produção de energia, o armazenamento médio foi de 33,72%.

No final de fevereiro, o índice subiu para 40,23% e em março estava em 41,51%. Já em março de 2016, os reservatórios registraram 58,27% de armazenamento.

Significado das bandeiras tarifárias

A bandeira verde é a mais esperada pela população. Isso porque ela indica que não há necessidade de geração de energia pelas termelétricas, o que reflete com a ausência de cobrança extra na conta de luz.

Já se a necessidade de geração de energia aumenta, mesmo que seja pouco, a bandeira fica amarela e o consumidor passa a pagar R$ 2 a mais por cada 100kWh consumidos.

No caso da bandeira vermelha, isso acontece quando há necessidade de se produzir mais energia e a cobrança extra nas contas de luz pode chegar a R$3,50 para cada 100 kWh.

Por: Serrana Filetti





CONTINUE NAVEGANDO: