A Petrobras está tentando realizar vendas de ativos financeiros de sua propriedade noexterior. A operação visa reforçar o caixa da empresa estatal. Os potenciais compradores estão aproveitando a oportunidade para barganhar os preços adiando a compra dos ativos da empresa.

Segundo o plano de negócios da Petrobras entre 2012 e 2016 as vendas de ativos financeiros deveriam arrecadar um montante no valor de US$ 4,8 bilhões. A maioria dessa quantia seria arrecada em 2012. Com esse dinheiro a empresa pretende financiar os investimentos na exploração do pré-sal. O pré-sal, já há alguns anos, tem sido um dos projetos prioritários para a Petrobras.

Apesar do bom desempenho da empresa no último trimestre, apresentado no balanço financeiro de julho a setembro na última sexta-feira, 26 de outubro, a Petrobras está encontrando dificuldades para vender os ativos.

As vendas dos ativos no exterior estão relacionadas com a redução de investimentos externos da companhia em suas participações em outras empresas petrolíferas no mundo. Como a compra da refinaria de Pasadena no Texas, Estado Unidos e participações em blocos de exploração de petróleo no Golfo do México.

Por Matheus Camargo

Fonte: Estadão


Segundo a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais), o setor de private banking subiu sua participação em ativos no mercado financeiro em torno de 14,2%. O segmento de private banking é destinado a investimentos privados especiais com tratamento diferenciado pelas instituições financeiras.

Com esse resultado os investimentos em private banking alcançaram a cifra de R$ 496, 2 bilhões no país entre janeiro e setembro desse ano. As informações são do boletim, divulgado nesta quarta-feira, 24 de outubro de 2012, da Anbima. Ele foi divulgado durante o 4º Seminário de Private Banking da entidade, que ocorreu no Hotel Unique, em São Paulo.

Segundo os dados, o investimento em previdência aberta subiu para 32,63%, assumindo a liderança nas altas por setor do private banking no período. O segundo setor do private banking que mais cresceu foi a de investimentos em futuros com uma alta de 21,5%, o volume de recursos investidos em valores mobiliários, que representam 48,3% do total de investimentos do seguimento, teve uma subida de aproximadamente 8%.

Por Matheus Camargo





CONTINUE NAVEGANDO: