A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção, a Abramat, publicou previsões sobre a diminuição das expectativas de aumento das  vendas de materiais de construção para esse ano. Inicialmente a Abramat previa um aumento de 4,5 por cento nas vendas para 2012, esse valor acabou sendo reduzido para 3,5 por cento. Nessa última declaração, espera-se um aumento de 2 a 2,5 por cento das vendas no setor para este ano.

As afirmações são de Walter Cover, presidente da Abramat. Segundo ele, o problema da redução das previsões de expansão do setor está relacionado com o aumento do endividamento das famílias, que teria proporcionado menos dinheiro para realizar reformas domésticas.

As pesquisas da Abramat, feitas em parceria com a Fundação Getulio Vargas mostra que o volume de materiais de construção vendidos possa chegar a 8.2 por cento em 2012 e de até 6 por cento no ano que vem.

Pesquisador da FGV, Robson Gonçalves, afirma que o setor está com um crescimento estável superior a taxa de crescimento do PIB para os dois anos. Segundo os dados de produção do setor de construção deve ter uma ampliação de 1,9 por cento em 2012 e uma projeção de ampliação de 4,2 por cento em 2013.

Por Matheus Camargo





CONTINUE NAVEGANDO: