Poupança – Como Funciona, Rendimentos, Vantagens e Desvantagens



  

Saiba aqui como funciona e quais são as vantagens de aplicar o seu dinheiro na poupança.

Se você tem interesse em aprender mais sobre investimentos, confira aqui informações sobre o investimento mais popular no Brasil: a poupança.

Sobre a poupança

A poupança é uma opção de aplicação considerada mais acessível e segura, uma vez que é garantida pelo próprio governo federal. Além disso, é tida como adequada tanto para grandes investidores, quanto para pequenos.

As regras de funcionamento são definidas pelo Banco Central do Brasil (BCB) e há leis que regulamentam seu funcionamento. Atualmente, a remuneração equivale a 0,5% de juros por mês, sobre o montante depositado. Ainda deve ser incluso no cálculo, a variação da taxa referencial (TR).

Assim, quanto mais tempo você deixar o valor aplicado na poupança, maior será seu retorno.

Embora seu retorno seja baixo, comparado com outras aplicações, como por exemplo os títulos públicos, é um investimento considerado simples, isento de imposto de renda e de taxas administrativas.

Como o rendimento depende do valor da taxa básica de juros (SELIC), os ganhos ficam limitados a 6,17% no período de um ano, somando a variação da TR, quando a SELIC supera 8,5% ao ano.

Já no cenário em que a taxa básica de juros do Brasil fica inferior a 8,5%, a correção da poupança é limitada a 70% dessa taxa, mais a TR, calculada pelo BCB. Esse é o cenário atual do país, quando a SELIC está em 7,5%.

Como funciona?

O investidor deposita um montante em dinheiro na conta poupança que tenha em algum banco. A esse valor será adicionado os juros mensais, 30 dias após a data de aplicação, com rendimento regulamentado pelo Banco Central.

Se você não possui conta poupança, mas deseja abrir uma em algum banco, confira o que é necessário fazer:

1) Separar documentos – entre eles RG, CPF e comprovante de residência;





2) Apresentar documentos ao banco para que sua conta poupança seja aberta;

3) Realize seus depósitos – para que seu dinheiro comece a render, é necessário que você faça depósitos na sua conta poupança.

Outra informação que quem investe em poupança precisa saber é que o seu dinheiro não fica parado na conta. Os bancos utilizam os valores depositados para fomentar outros créditos, como o imobiliário, por exemplo. Como retorno de ter usado seu dinheiro, você recebe um rendimento do banco.

Cada banco pode oferecer diferentes modalidades de poupança, considerando vinculação à conta corrente, acessibilidade a outros dependentes e com limites de movimentações por mês para realizar movimentações bancárias, como transferências, pagamentos, vinculação com benefícios de programas do governo, entre outros.

É vantajoso ter poupança?

Apesar de não oferecer uma rentabilidade alta, é indicado para quem não possui um montante grande, mas que deseja guardar seu dinheiro, para aqueles investidores que desejam obter retorno em curto prazo e para as pessoas que preferem ter uma reserva em dinheiro, para situações de emergência, por exemplo, uma vez que o dinheiro da poupança pode ser sacado a qualquer tempo. Assim, não é necessário autorização prévia do banco, como ocorre em outros tipos de investimentos.

Outra vantagem da poupança é que não se exige valor mínimo para começar o investimento. Assim, você pode começar a aplicar seu dinheiro, mesmo que em pequena quantidade. O objetivo é não deixar de investir. Caso a conta passe meses sem movimentação, poderá ser encerrada.

Para ter poupança, não precisa ser maior de idade. Isso permite que os pais ou representantes legais comecem a guardar dinheiro para os filhos ainda que menores de 16 anos.

Histórico da poupança

No Brasil, investir em poupança é algo bem tradicional. Sua criação no país ocorreu no século 19. O objetivo era salvar o dinheiro da inflação para garantir a capacidade de compra.

Melisse V.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *