Balança comercial teve maior superávit para julho em 3 anos



  

O principal fator para o grande superávit na balança comercial foi a baixa nas importações no mês de julho.

Em meio ao atual cenário econômico brasileiro a balança comercial favorável tem se tornado uma exceção quando o assunto são resultados positivos. O mês de julho, por exemplo, conseguiu alcançar o patamar de maior superávit para o referido mês em três anos. Com isso, as exportações conseguiram superar em nada menos que US$ 2,37 bilhões as importações. Esse é um dado oficial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

É importante destacar que a balança comercial favorável vem se recuperando de forma bastante positiva depois de péssimos resultados no início de 2015. A dobradinha de janeiro e fevereiro de 2015, por exemplo, registrou déficits de US$ 3,17 bilhões e US$ 2,84 bilhões, respectivamente.

Um dos principais motivos para o superávit na balança comercial favorável de julho foi a baixa nas importações. Vale destacar que julho de 2015 conseguiu registrar US$ 16,14 bilhões de compras no exterior, ou seja, US$ 702 milhões por dia útil. Esse valor registrou uma queda de 24,8% quando comparado ao mesmo período em 2014.

Além disso, saiba que esses US$ 702 milhões a cada dia útil em julho é algo bastante próximo dos US$ 700 milhões em maio de 2015. É importante destacar que o valor em maio foi o menor para todo e qualquer mês desde o ano de 2010.





Apesar do resultado positivo em julho, o que significou vendas ao exterior no valor de US$ 18,52 bilhões, esse resultado sofreu um recuo de 19,5% em relação a julho de 2014. Os principais índices que refletiram este recuo em relação ao mesmo período em 2014 foram: produtos básicos, manufaturados e semimanufaturados.

O grande resultado é de fato quando comparamos o acumulado de 2015. Os sete primeiros meses de 2015 conseguiram registrar um superávit de US$ 4,56 bilhões na balança comercial favorável. É algo bastante superior ao déficit de US$ 952 milhões no mesmo período em 2014.

Outro destaque bastante interessante é que o superávit acumulado de janeiro a julho de 2015 é nada menos que o maior para este período desde 2012. Na ocasião o superávit foi de US$ 9,92 bilhões.

Por Bruno Henrique

Balança comercial



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *