Consumo de energia elétrica registrou queda em junho



  

Queda registrada em junho foi de 1,5% impulsionada pelo setor industrial.

O consumo de energia elétrica no Brasil teve uma queda em junho, de 1,5% de acordo com os dados divulgados pela EPE – Empresa de Pesquisa Energética. Levando em consideração o primeiro semestre de 2015, a redução no consumo de energia elétrica foi de 1,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

A EPE também informou que no mês de junho foram consumidos 37.170 gigawatts-hora (GWh), lembrando que a Empresa de Pesquisa Energética é ligada ao Ministério de Minas e Energia, por isso os dados informados têm total credibilidade perante o mercado.

E o maior responsável por esta baixa na redução de consumo foi o setor industrial, nem tanto pela consciência de que é preciso economizar ainda mais o consumo de energia nesta época do ano, por causa da escassez de chuva, mas principalmente pela crise econômica que tem feito com que o consumidor reduza as compras e com as vendas caindo no comércio de um modo geral, as indústrias vão se vendo obrigadas a reduzir a produção.

O setor industrial registrou uma redução no consumo de energia elétrica de 3,7% em junho, enquanto que o setor residencial teve uma redução de 1,1%.

No primeiro semestre deste ano, o consumo de energia elétrica no Brasil ficou 1,1% menor do que foi consumido no mesmo período em 2014, chegando a 235.939 GWh.





A pesquisa divulgada pela EPE mostrou que ainda no primeiro semestre de 2015, a redução no consumo de energia elétrica também esteve relacionada ao baixo consumo do setor industrial, que teve uma queda de 4,2%, enquanto que o consumo no setor residencial apresentou um ligeiro aumento, de 0,3%. O setor comercial também apresentou um crescimento muito inferior ao industrial, chegando a 1,7%.

Estes números são resultados de fatores que juntos contribuíram para a redução no consumo de energia, entre eles, a redução do poder aquisitivo do consumidor brasileiro, as temperaturas que se mantiveram mais amenas, além das tarifas mais elevadas.

Para o segundo semestre deste ano, no setor industrial, com a crise econômica castigando as indústrias, o consumo de energia elétrica neste setor deverá continuar em baixa. Porém, com o aumento das temperaturas, o consumo residencial e comercial poderá apresentar uma ligeira alta.

Por Russel

Consumo de energia elétrica



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *