Alta nos preços da cesta básica em maio



  

Alta registrada foi de 2,46%. Itens como cebola, tomate e carne foram os que mais apresentaram alta em seus preços.

A Abras – Associação Brasileira de Supermercados – informou que o preço dos itens que compõem a cesta básica nos supermercados por todo o Brasil teve um aumento em maio de 2,46%.

O estudo realizado pela Abras se baseia em uma cesta básica composta por 35 produtos que são amplamente consumidos pelos brasileiros. A pesquisa foi realizada pela GFK e a Abras fez a análise dos resultados obtidos.

Em abril deste ano o preço da cesta básica composta pelos produtos indicados pela Abras, era de R$ 396,44. Esta mesma cesta básica, em maio, já custava R$ 406,20, o que gerou um aumento de 2,46%. Se for compararmos o valor da cesta básica de abril deste ano com o mês de maio do ano passado, o aumento obtido é de 7,48%.

Ainda, levando em consideração os 35 produtos da cesta básica montada pela Abras, os itens que mais tiveram aumento no preço foram:

– Cebola – aumento de 39,33%;

– Tomate – aumento de 14,73%;

– Carne – aumento de 10,23%.

Alguns itens chegaram a apresentar queda no preço, são eles:

– Farinha de mandioca – queda no preço de 11,37%;

– Ovo – queda no preço de 4,58%;

– Margarina – queda no preço de 1,88%.

Outra avaliação realizada, agora pelo Dieese – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – também apontou aumento no preço da cesta básica.

A pesquisa realizada pelo Dieese apontou aumento na cesta básica em 12 capitais brasileiras, sendo que o maior deles foi em Florianópolis, chegando a 4,44%. Já a cidade de Goiânia teve uma variação negativa, ficando em -3,23%.





Além de Florianópolis, outras capitais que apresentaram aumento na cesta básica, foram:

– Fortaleza: 3,64%;

– João Pessoa: 3,02%;

– Recife: 2,88%;

– Natal: 2,53%;

– Porto Alegre: 2,46%;

– Manaus: 1,94%;

– Belém: 1,31%;

– Belo Horizonte: 0,34%;

– São Paulo: 0,18%.

Além de Goiânia, Manaus também apresentou deflação no preço da cesta, sendo que nesta pesquisa do Dieese a cesta foi composta por 13 itens.

São Paulo não teve o maior aumento na cesta básica, mas em compensação é a cidade com a cesta básica mais cara do país. Em São Paulo, a cesta básica do Dieese, formada por 13 produtos, chegou a R$ 273,48 no mês de junho, com uma alta de 0,18% em relação a maio. No período de 12 meses, a alta chega a 9,80%.

Por Russel

Cesta básica



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *