Resgate da poupança atingiu R$ 11,483 bi em março



  

No acumulado do 1º trimestre deste ano o valor das retiradas atingiu R$ 23,230 bilhões

No mês de março foi registrado o pior comportamento da poupança, isso aconteceu devido à cotação do dólar que tem deixado mais atraentes outros investimentos e também por conta da alta dos juros. Outro dado preocupante para a economia brasileira é que o valor dos resgates do mês passado foi bem acima do que a quantia negativa de um ano inteiro, R$ 11,438 bilhões.

O contraste da quantia resgatada em março é assustador ao comparar com os valores retirados durante o ano de 1999 e 2000, R$ 8,769 bi e R$7,541 bi, respectivamente.

Entre os dias 9 e 13 de março foram resgatados R$ 7,552 bilhões, este dado foi divulgado pelo Banco Central. O saldo total da poupança foi de R$ 650,290 bilhões em março, incluindo nessa quantia os rendimentos do período R$ 3,538 bilhões. As retiradas somaram quantias muito mais altas, enquanto a quantia retirada foi de R$ 171,098 bilhões, o valor depositado nas contas poupança foi de R$ 159,660 bilhões.

Segundo os dados informados pelo governo, depois uma pesquisa secundária conferindo os dados desde o ano de 1995, até março de 2015, o mês com maior valor de retiradas tinha sido fevereiro de 2014, contabilizando R$ 6,236 bilhões. Já o panorama deste ano foi bem superior, no primeiro trimestre deste ano, o valor das retiradas somou R$ 23,230 bilhões.





O Ministério da Fazenda divulgou em fevereiro que os rumores de confisco da poupança ou de quaisquer outras aplicações não seria verdade. Ainda sobre o assunto, o Ministério divulgou que a informação seria falsa e que iria contra a política de governo adotada e que não condizia com a real intenção do mesmo ao elevar a taxa da poupança. Sendo assim, a população pode ficar tranquila que o dinheiro continuará rendendo mensalmente e você poderá dispor da sua reserva quando precisar.

Por Melina Menezes

Resgate da poupanca

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *