Alta nos juros de empréstimo pessoal e cheque especial



  

A semana  começou com notícias  não muito agradáveis para os  brasileiros, que  se  depararam com as altas  das  taxas de empréstimo pessoal e cheque especial

Nessa  segunda (09/03), voltou a  subir as  taxas de  empréstimos pessoais e do cheque  especial, registrando a  segunda  alta consecutiva  dos juros nessas duas modalidades, segundo pesquisa do Procon-SP.

De acordo com  a  pesquisa  realizada no dia 3 de março, os sete bancos analisados foram Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.

Sendo que dois  bancos (Bradesco e  Santander) aumentaram as taxas do cheque especial e um (Bradesco) aumentou a do empréstimo pessoal.

Os demais  bancos mantiveram  os índices do mês  anterior.

Segundo a fundação, a taxa média do  cheque especial atingiu 10,55% ao mês, superando a do mês anterior, quando a  taxa era de 10,50% ao mês.

Já na  taxa de empréstimo pessoal alcançou 6,02% ao mês, um pouco acima dos 6,01% cobrados no mês anterior.

A maior alta verificada foi no Santander que alterou de 12,99% para 13,24% a.m., o que significa uma variação positiva de 1,92% em relação à taxa de fevereiro. A outra alta constatada foi no Bradesco que registrou variação positiva de 0,96%.

Por causa da alta dos juros, a  fundação alerta ao consumidor para ter cautela antes de  contratar alguma linha de  crédito.

Sugere-se que avalie bem a real necessidade de empréstimo e compare as  taxas cobradas pelos bancos, pois os  juros estão elevados principalmente para os  usuários de  cheque especial.

DEMONSTRATIVO DAS TAXAS DE JUROS PRATICADAS:

Bancos

Empréstimo Pessoal (ao mês)

Cheque Especial (ao mês)

Banco do Brasil

5,11%

9,16%

 Bradesco

6,57%





10,55%

Caixa E. Federal

4,04%

8,19%

HSBC

7,30%

12,37%

Itaú

6,22%

10,56%

Safra

5,40%

9,75%

Santander

7,49%

13,24%

Os  dados acima referem-se às  taxas máximas pré-fixadas para cliente (pessoa física) não preferenciais, independente do canal de  contratação, sendo que, para cheque especial, foi considerado o período de 30 dias e para o empréstimo pessoal, o prazo  de  contrato é de 12 meses.

Por André Escobar

Juros



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *