Investir em renda fixa está mais atraente que a poupança



  

A economia brasileira vem passando por diversas dificuldades desde o ano de 2014. Dessa forma, presenciamos alta nos juros e diversas outras medidas impopulares que o Governo Federal adotou visando superar a atual crise econômica. Um grande exemplo de aumento está na alta da taxa básica de juros da economia, a chamada taxa Selic. Essa taxa já chegou ao valor de 12,75% ao ano. Com isso, a poupança acabou perdendo atração e os investimentos em fundos ganharam mais destaque.

Para aqueles que não sabem, o aumento da taxa Selic para 12,75% ao ano acabou beneficiando os investimentos em renda fixa. Dentre esses investimentos, podemos destacar: DI, CDBs, LCIs e LCAs. Com isso, aqueles que possuem dinheiro para aplicar em tais investimentos poderão ganhar mais juros através de tais modalidades, pois as mesmas pagam uma porcentagem do CDI, uma taxa que é fixada diariamente pelos bancos e sempre acompanha a evolução da Selic.

Apesar do grande destaque dos investimentos em fundos, a poupança perdeu bastante competitividade neste atual cenário. Outro fator que acaba influenciado na baixa da poupança é a inflação. Portanto, os economistas recomendam um investimento baixo em poupanças, sendo que alguns dos economistas sequer cogitam a opção de investimento neste segmento, mesmo que a quantia seja baixa.

Uma das grandes sugestões dos economistas é o investimento em títulos do Tesouro Direto que estiverem atrelados à taxa Selic. No entanto, caso esteja interessado em investir através de fundos, a dica é buscar opções com taxas de administração inferiores a 1%.





O atual cenário é bastante complicado para investimentos, haja vista os juros elevados, pois neste cenário a Bolsa costuma não ter um bom desempenho. "Apesar de termos até ótimas opções de compras em um ambiente de retração econômica, as ações terão perda de valor e os dividendos pagos pelas empresas serão reduzidos frente a resultados ruins em seus balanços", destacou Miguel Ribeiro de Oliveira, economista da Anefac.

Além disso, para aqueles que pretendem investir no dólar, saibam que tal investimento não é aconselhado pelos especialistas. Porém, se o investidor pretende efetuar gastos na moeda estrangeira, o investimento pode ser lucrativo.

Por Bruno Henrique

Investimento

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *