Conta de água terá aumento em 2015



  

Não apenas a conta de luz teve alteração nos valores. As tarifas de água também constam na lista dos serviços que sofrerão aumento, e isso ocorre não apenas para diminuir o consumo, assim como acontece em São Paulo.

Conforme informações do Banco Central prevê-se um aumento de 27,6% na conta de energia em 2015. Com o aumento desta conta, as empresas de saneamento sofrem também grande impacto nas suas operações. Até o ano passado, os fornecedores de água absorviam essa diferença de custos, porém, agora começará a pesar também no bolso dos consumidores.

Em Campinas (SP), os consumidores já sentirão em fevereiro aumento na conta de água em 11,98%, em 2014 já havia ocorrido aumento de 6,63%. No Distrito Federal a diferença é ainda maior, ocorrerá reajuste de 16,20% no mês de março, em 2014 o aumento foi de 7,39%.

Há cidades em que os fornecedores de água ainda estão avaliando o impacto do gasto com energia, como Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Após a avaliação será divulgado o aumento nas tarifas ao consumidor. Lembrando que em novembro de 2014, a Sabesp reajustou a conta de água em 6,49%, aumento que não levou em consideração o aumento no custo com energia. Em Belo Horizonte, os impactos na conta de água deverão ser sentidos a partir do mês de maio. Em Pernambuco o reajuste passa vigorar em 17 de fevereiro, inicialmente o impacto seria de 6,5%, porém, devido ao aumento da luz considerado desproporcional, a Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) está reavaliando valores.





Gastos dos fornecedores de água:

Os gastos com energia figuram na 2ª colocação de maiores despesas das empresas de saneamento, ficando atrás apenas dos gastos com folha de pagamento. Cerca de 20% dos recursos das empresas são utilizados para quitar a conta de luz. Os vencimentos dos colaboradores ficam em 40%. 

Por Rafaela Fusieger

?gua



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *