Fundos de investimento do Tesouro Direto têm maior rentabilidade que a poupança



  

Quem tem algum dinheiro guardado na poupança pode investi-lo em outros fundos de investimentos com uma rentabilidade maior. Uma das aplicações que mais tem atraído os brasileiros é o Tesouro Direto. Trata-se dos Títulos Públicos, ativos de renda fixa, ou seja, o rendimento do valor investido é fixo e não variável como a poupança, que muda de acordo com a Taxa Selic. Para não complicar muito, é importante saber que os ativos de renda representam maior segurança e você saberá quanto irá receber no final.

O investidor é quem escolhe como irá investir seu dinheiro, tendo entre as opções mais interessantes as LTN (Letras do Tesouro Nacional), NTN-F (Notas do Tesouro Nacional – Série F) e NTN – B (Notas do Tesouro Nacional Série B). O ideal é que o investidor saiba que a taxa pré-fixada será maior que a taxa de juros básica da economia. Além disso, essas aplicações permitem ter o rendimento é nominal.

A LTN refere-se um título pré-fixado, ou seja, seu rendimento é definido na hora da compra. A vantagem desse tipo de título é o fluxo de pagamento simples, ou seja, o investidor aplica seu dinheiro e o valor de face (valor investido mais a rentabilidade).





A NTN – F refere-se a um título pré-fixado, e não há atualização no valor nominal. A vantagem é que o investidor pode negociar com ágio ou deságio de acordo com a oferta e a procura. O pagamento pode ser feito a cada seis meses a partir da data de emissão do título. No caso da NTN-F os pagamentos são feitos no primeiro dia de cada semestre.

A NTN-B é semelhante a NTN – F. Trata-se do empréstimo ao governo por meio da compra de títulos. Depois o próprio governo paga, mas com juros e é aí que há o retorno do dinheiro investido. Para saber mais sobre como investir, vá até seu banco e converse com o gerente. 

Por Robson Quirino de Moraes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *