Entenda o que são os indicadores de políticas públicas



  

Os indicadores de políticas públicas são basicamente instrumentos que permitem identificar e medir aspectos relacionados a um determinado conceito, fenômeno, problema ou resultado de uma intervenção na realidade. São medidas, ou seja, uma atribuição de números a objetos, acontecimentos e situações de acordo com certas regras.

Os indicadores são usados para avaliar a magnitude de uma situação como, por exemplo, a incidência de uma doença ou o custo de um programa de governo.

O indicador é uma medida, de ordem quantitativa ou qualitativa, designificado particular e utilizada para organizar e captar as informações relevantes dos elementos que compõem o objeto da observação. É um recurso de método que informa sobre a evolução do aspecto observado. É um elemento capaz de medir a evolução do problema. Deve ser coerente com o objetivo do programa de governo, ser sensível à contribuição das principais ações e apurável em tempo oportuno. Permite, portanto, a mensuração dos resultados alcançados com a execução do programa. É geralmente apresentado como uma relação ou taxa entre variáveis relevantes.

Existem tipos variados de indicadores, como os indicadores estratégicos que informam o “quanto” a organização se encontra na direção da consecução de sua Visão. Refletem o desempenho em relação aos Objetivos Estratégicos da Organização. São formulados segundo as dimensões e critérios estabelecidos no Planejamento Estratégico das organizações. Já os indicadores de processo têm como objetivo a representação objetiva de características do processo que devem ser acompanhadas ao longo do tempo para avaliar e melhorar o seu desempenho. Medem a eficiência e a eficácia dos processos.





Os indicadores podem nos revelar a eficácia das políticas públicas, e podem definir inclusive a permanecia delas ou não. Os indicadores têm a facilidade de serem compreendidos e aplicados tanto pelos executores quanto pelos que receberão seus resultados.

Os nomes e expressões devem ser conhecidos e entendidos por todos os envolvidos de forma homogênea, garantindo ampla validade por toda a organização.

Por Paulo Victor Bragança



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *