Dicas sobre finanças pessoais



  

Todo profissional trabalha na expectativa de receber do empregador certa quantia que lhe servirá para a subsistência. Entretanto, não importa se a pessoa é um catador de recicláveis ou um bancário, lidar com dinheiro é algo um tanto complicado.

Mas o melhor, e apesar de ser bastante simples, é que existem diversas dicas que podem ajudar qualquer pessoa a lidar quando o assunto é o dinheiro ganho. Christopher Pollock, um consultor de serviços financeiros, por meio do site Quora deu algumas dicas de premissas em relação a finanças pessoais que qualquer profissional (não importando o quanto ganhe) deveria conhecer segundo ele. Abaixo listamos algumas delas:

– Transforme o que gasta em investimento: a regra é bastante simples quando se observa que qualquer quantia gasta é uma espécie de investimento. Pode ser uma viagem ao exterior (um investimento de lazer). A dica que fica é que seja qual for o dinheiro gasto ele tem que ser gasto com algum propósito, útil de preferência.

Gastar menos do que ganha: apesar de ser uma regra básica é uma das mais difíceis de seguir. É preciso ter muita disciplina para isso, ou então o sujeito acabará na lista dos endividados.

– Aprenda sobre finanças: qualquer trabalhador deveria ter um mínimo possível de conhecimento sobre o assunto. Uma observação interessante é que o brasileiro, em geral, não é muito “ligado” no tema. Seja uma exceção.





– Cuidado com os falsos profetas: tão importante quanto saber sobre finanças é saber ainda mais quem são os melhores “conselheiros”.  Todo trabalhador tem um objetivo que planeja tornar concreto por meio do seu trabalho. Para atingir esse objetivo é comum pedir opiniões de diversas pessoas. É aí que se deve tomar cuidado. Geralmente se procura conselhos de familiares, amigos e conhecidos. Na verdade qualquer um pode e deve se informar com um profissional. Um bom exemplo disso é alguém que quer investir em ações pedir informações para quem conhece do setor é bem melhor que o amigo dono do bar (a não ser que ele seja um investidor).

– Preparando a aposentadoria: as pessoas têm o hábito de confiar por completo no INSS. Na verdade a coisa não é bem assim. Ninguém sabe o que acontecerá depois que se aposentar. Então é bom pensar nisso desde já para garantir um futuro melhor, mesmo que a aposentadoria seja boa. É bom criar o hábito de guardar dinheiro e investi-lo.

Por Denisson Soares

Dinheiro

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *