Dicas para ter sucesso financeiro no E-commerce



  

O especialista em marketing digital, Conrado Adolpho, criou a ferramenta “I Jumper” para empreender na web e ter lucro. Recentemente, Conrado lançou o livro “I Jumper – O Novo Empreendedor da Economia Digital”, que é disponibilizado gratuitamente na internet através do site www.ijumper.com.br, basta fazer o cadastro e baixar o e-book.

Você já ouviu falar nessa ferramenta? É na verdade, um conjunto de estratégias e técnicas para que o empreendedor, além de desenvolver um produto interessante, também consiga vendê-lo na internet. A primeira e mais importante técnica é o engajamento de pessoas. Depois de definido seu público-alvo e seu nicho de mercado, você que é empreendedor precisa conversar com seus possíveis futuros clientes para entender qual a real necessidade deles. Isso vai te ajudar a desenvolver um produto personalizado para esse público. 

Depois, vem a propaganda, que é a alma do negócio. Mas os anúncios e comerciais devem ser criados para atrair as pessoas, e não para vender os produtos. Se não, o internauta se sentirá "invadido" e rejeitará as informações que você oferece. Outra técnica é a de construção de uma reputação da empresa ou do produto que você está tentando vender. É um processo longo, que não acontece de um dia para o outro.

Segundo o especialista, criar um produto online é mais simples e barato porque não envolve custos de distribuição, estoque e logística de entrega. Com cliques, o produto é vendido. Outra vantagem é que você consegue empreender no seu tempo livre e criar seu negócio aos poucos.





Com a ferramenta, administrar o negócio também é uma tarefa fácil, garante Conrado, que defende ainda que os empreendedores podem criar conteúdo para ser vendido por tempo indeterminado na internet, ou seja, o empreendedor “gasta” tempo uma única vez para gerar o conteúdo digital e colhe os frutos das vendas indeterminadamente. Mora aí o segredo do sucesso e dos lucros que você pode obter com um negócio online!

Para garantir maior segurança e diversão ao conduzir, a Audi recalibrou a suspensão e adotou uma suspensão traseira independente por quatro braços, ao invés do eixo de torção usado no A1 convencional.

Dicas.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *