Como investir melhor o seu dinheiro



  

Economizar uma parte do salário todo mês não é fácil. Tarefa mais árdua ainda é saber escolher um investimento certo para essas economias mensais. Cada objetivo de investimento tem algumas opções que podem ser atraentes para o poupador.

O site da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) realizou uma pesquisa em que perguntava ao internauta qual era sua maior dificuldade em relação ao dinheiro. As respostas eram: a) ganhar dinheiro; b) gastar de forma consciente; c) poupar; d) aplicar em produtos do mercado financeiro e e) planejar seus objetivos e orçamento

Até a última segunda-feira de janeiro, 40% dos participantes haviam escolhido a opção "Aplicar em produtos do mercado financeiro" como a tarefa mais difícil, depois veio as opções "poupar" e "gastar dinheiro de forma consciente", com 20% cada uma delas.

Depois das respostas da pesquisa, a superintendente de investimentos da Anbima, Ana Leoni, listou sete dicas para auxiliar os internautas:

1 – O poupador precisa definir e focar os seus objetivos. Por exemplo: o dinheiro juntado é para aposentadoria ou para comprar uma casa?

2- O perfil do investidor deve ser definido logo. Cada indivíduo reage de forma diferente. Uns são conservadores outros mais liberais. O poupador tem que perceber se é mais tolerante ao risco ou não.

3- É preciso conhecer todos os tipos de investimento disponíveis. Buscar as informações de cada um é também um dos primeiros passos a tomar antes de aplicar o dinheiro.





4- A disciplina deve seguir o perfil do indivíduo. Antes de fazer uma viagem, por exemplo, é preciso planejar e buscar saber o destino e quanto custará o roteiro escolhido.

5- É difícil começar e decidir sobre investimento sem uma ajuda profissional. Procurar alguém capacitado para orientar, vai ajudar o poupador a aplicar o dinheiro no melhor investimento do seu perfil.

6- Ofertas de produtos e serviços financeiros estão por toda a parte, por isso, cuidado! O investidor não deve colocar o seu dinheiro em um investimento que não conhece bem e nem quando sente intolerância por ele.

7- A última e não menos importante é lembrar sempre que a vida e o dinheiro é do poupador. A responsabilidade da escolha final deverá ser dele, o profissional será somente a ajuda, e não a decisão de onde investir.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *