Liquidação extrajudicial do Banco BVA



  

Na quarta-feira, 19 de junho, foi decretada a liquidação extrajudicial do Banco BVA. Esta decisão foi tomada pelo Banco Central que constatou a persistência da insolvente situação econômica, a mesma condição desde que o BVA entrou em regime de intervenção em outubro do ano passado.

A entidade é acusada de infringir a lei, grave violação às normas que regem as atividades de dito banco, além de estar com uma crítica situação financeira e econômica que impede o seu devido funcionamento.

Ocorre a liquidação extrajudicial quando se detecta total falta de capacidade da empresa, dada pela ausência de recursos. Como consequência, a empresa é extinta, os bens ativos são vendidos para pagar os credores e caso reste algum saldo desta venda, ele será destinado aos responsáveis. Se essa venda não for suficiente para saldar o pagamento dos credores, os controladores deverão responsabilizar-se pela quantia ainda descoberta.





A sede do Banco BVA fica na cidade do Rio de Janeiro, as sete agências estão distribuídas nesse Estado, em Minas Gerais e São Paulo.

O Banco Central continua apurando a situação junto aos órgãos competentes para determinar quais serão as devidas medidas punitivas.

Por Melina Menezes



1 comentário em “Liquidação extrajudicial do Banco BVA

  • Quem conhece os ex-controladores do banco tinha certeza que iria acabar como acabou,de duas uma ou eles queriam realmente quebrar o banco ou eles eram muito imcopetentes como banqueiros ou senão eles esqueceram que nao estavam mais no Jsafra,

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *