IPCA – Alimentos continuam a subir de preços



  

Segundo o indicador de inflação IPCA, índice de Preços ao Consumidor Amplo, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, os preços dos alimentos tiveram uma alta de 1,36% no mês de outubro deste ano. Os dados forma divulgados nesta última quarta-feira, 7 de novembro.

Com esse resultado o setor de alimentos continuam sua liderança nas altas de preço no país. Eles tiveram um impacto correspondente a 54% do total da inflação registrada no período. O índice de inflação medido pelo IPCA ficou para o mês de outubro na taxa de 0,59%, uma elevação frente ao IPCA medido em setembro.

Alguns dos itens de alimento que mais subiram este mês foram o arroz, que registrou uma alta média de preços de 9,88%, em setembro o arroz já havia subido bastante e tinha alcançado a marca de 8,21% de reajuste de preços. Com esse valor somente esse item teve um impacto de 0,06 por cento no total de 0,59 por cento da inflação do mês de outubro.





O segundo maior impacto no índice do IPCA também foi de um produto alimentício, as carnes. As carnes ficaram em média 2,04% mais caras em outubro e impactaram o indice em 0,05 por cento. As carnes também apresentam o segundo mês consecutivo de forte inflação.

Em setembro o item ficou 2,27% mais caros. Em seguida no ranking dos item com maior impacto sobre o IPCA está a categorias da refeição fora do domicílio. Comer fora de casa ficou cerca de 0,70% mais caro em outubro, impactando em 0,03 por cento a inflação total medida pelo IPCA.

Por Matheus Camargo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *