Mercado Brasileiro – Carência de pesquisas sobre Bolha imobiliária



  

Economista avalia que o mercado brasileiro tem carência de pesquisas para saber se há a formação de uma bolha imobiliária. A avaliação é de Eduardo Zylberstajn, economista da Fipezap, que pesquisa preço dos imóveis nos principais centros do Brasil. De acordo com ele, os estudos de bolha imobiliária exigem dados de longo tempo e projeções futuros para grandes prazos. Para ele, o Brasil possuiu uma carência desse tipo de estatísticas.

Zylberstajn fez as declarações no dia 29 de outubro, segunda-feira, durante o congresso da Cityscape Latin America. Ele afirma ainda que não há razões para crer que no longo prazo os preços dos imóveis continuem constantemente a subir.





Segundo o economista, a capacidade de pagamento de modelos para as famílias esta seguindo um patamar estável durante os seis últimos anos. Ainda segundo o economista, apesar da forte alta de preços do mercado e imobiliário brasileiro, nos últimos anos isso ocorreu como contrapartida do expressivo aumento do crédito imobiliário no país com os programas do Governo Federal para habitação popular como o “Minha Casa, Minha Vida”.  Dessa forma, se espera que o mercado e imobiliário alcance um patamar de preços sustentável no Brasil.

Por Matheus Camargo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *