Desempenho dos bancos entre julho e setembro de 2012 – Principais influências



  

Segundo analistas do HSBC,  Victor Galliano e Mariel Santiago, o resultado dos balanços financeiros dos bancos brasileiros deve ser menor nesse ano. Eles avaliam que dentre os bancos nacionais aquele que deve obter o melhor desempenho no período de julho a setembro de 2012 será o Bradesco.

Para eles, o ponto que pressiona a queda dos resultados de lucro dos bancos é a desaceleração do crescimento do PIB esse ano. Com a desaceleração a expansão da carteira de crédito fica comprometida. Os bancos públicos e privados tiveram uma forte expansão de suas linhas de crédito no ano passado, o que alavancou seus lucros no período.

Outro fator que tem pressionado os lucros do setor é a política do Governo Federal em relação às taxas de juros cobradas nas linhas de crédito aos correntistas. Recentemente a presidenta Dilma Rousseff pediu ao Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal um esforço no sentido da redução das taxas de juros. Os bancos públicos responderam com o corte dos juros em suas linhas de crédito, o que aumentou significativamente sua competitividade no setor. Como resultado a participação dos bancos públicos no mercado de crédito cresceu entre setembro de 2011 e setembro desse ano, segundo dados do BC.





Além disso, mais recentemente o governo promoveu outra iniciativa no setor visando diminuir os custos bancários para a população com o corte de preços nas tarifas e pacotes básicos dos bancos públicos. Essa medida pressiona os bancos privados a adotar cortes nos preços de seus serviços também, como o Itaú, que já anunciou cortes.

Por Matheus Camargo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *