Bovespa – Queda em 23 de outubro de 2012



  

Após alguns bons pregões no início da semana passada a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) começou a apresentar uma sucessão de quedas fortes. No pregão de terça-feira, 23 de outubro, a queda chegou ao impactante 1,72%, deixando o pregão no patamar dos 57.690 pontos.

As quedas da Bovespa começaram na quinta-feira passada, 18 de outubro, após a Bolsa alcançar o patamar dos 60.000 pontos no pregão de quarta. Como motivos das quedas, têm sido apontados por analistas as preocupações com a situação da Europa. Os mercados internacionais vieram sofrendo fortes perdas depois da reunião de lideres europeus na quarta-feira passada, onde se discutiu a possibilidade da união bancária entre os países da zona do Euro. As discussões, no entanto, não foram muito para a frente e o futuro da União Europeia é incerto.

A situação na Europa ficou ainda pior com o anúncio do Banco Central da Espanha de que a recessão no país está ainda pior, nesta terça-feira. Segundo informações do BC espanhol o Produto Interno Bruto do país está em queda de 1,7% no acumulado do ano de 2012.  A agência financeira Moody's rebaixou as notas dos ratings de todas as regiões da Espanha. O dado indica a perda de confiança nas instituições espanholas em conseguirem pagar suas dividas.





Sobre as notícias domésticas, a Bolsa vive o impacto da apresentação dos balanços financeiros das empresas com as ações mais negociadas na Bovespa. Essa semana devem ser apresentados os balanços da Companhia Vale do Rio Doce, da Petrobras e dos bancos privados nacionais. O Bradesco já apresentou o seu e demonstrou um lucro líquido de R$ 3,412 bilhões entre julho e setembro deste ano.

Por Matheus Camargo

Fonte: UOL



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *