Cartel do Cimento – Cade quer Punição para as Empresas que Manipulavam o Preço do Cimento no Brasil



  

O Cade conclui essa semana uma investigação de cinco anos sobre a formação de cartel no setor de cimento da indústria brasileira. Com o resultado da investigação, a Procuradoria do Cade recomenda a punição ao "cartel do cimento". Segundo o Cade, as seis maiores empresas do setor formaram ilegalmente um cartel para manipular os preços do cimento no Brasil. Com a operação eles teriam ganhado mais de R$ 6 bilhões entre 2002 e 2006.

Durante as buscas por provas da formação do cartel, foram encontradas informações decisivas nas sedes das empresas Itabira Agro Industrial (Grupo Nassau), Holcim, Votorantim Cimentos, Lafarge, Camargo Corrêa (InterCement), Cimpor e a Companhia de Cimento Itambé. As buscas tiveram participação da Polícia Federal e do Ministério da Fazenda.

Com a investigação do Cade concluída, o próximo passo é o veredicto do Conselho Deliberativo do órgão, que deve anunciar sua decisão até o início de 2013. O procurador público Luiz Augusto Lima, que faz parte do conselho do Cade, informou que apresentará seu parecer sobre o caso até o fim de outubro.





As sete maiores empresas do setor de cimento do país possuem uma participação de 90% no mercado. A empresa de cimentos Lafarge acabou sendo excluída do processo após pagar multa de R$ 43 milhões ao Cade, por meio de um acordo. A Cimpor também tentou fechar um acordo com Cade para ser excluída do processo, mas o órgão recusou a sua proposta.

Fonte: O Estado de São Paulo

Por Matheus Camargo



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *