Petrobras e HRT – Acordo para escoar gás na Amazônia



  

Em 15 de outubro, segunda-feira, a Petrobras e a HRT assinaram um memorando em que acordam a cooperação conjunta das empresas para viabilizar o escoamento de gás natural em locais remotos da selva amazônica.

Esta prevista a publicação de plano de trabalho para daqui a trinta dias e as operações devem começar em até seis meses. A HRT fez um anúncio conjunto com sua parceira a TNK-BP, empresa anglo-russa de exploração de petróleo e gás que detém desde 2011 uma participação de 45 por cento das reservas de gás natural da HRT, na Amazônia.

As atuais reservas de gás natural, sob responsabilidade da HRT na Amazônia, particularmente localizadas na Bacia do Rio Solimões, estão completamente inacessíveis por estradas ou por gasodutos o que inviabiliza a exploração comercial das reservas. Com o anúncio nessa segunda-feita as ações da HRT marcaram uma valorização de 19 pontos percentuais na bolsa de valores de São Paulo.





No mês passado, executivos da HRT declaram à imprensa que consideram erguer unidades de geração elétrica e de elaboração petroquímica nos campos de produção de gás da empresa na Amazônia, porém, não deu detalhes das operações.

Por Matheus Camargo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *