IPI para linha branca e móveis



  
Redução do IPI para linha branca e móveis não deve continuar

O governo reduziu as chances de continuar oferecendo os incentivos fiscais para alguns setores produtivos, medida que vinha ajudando na recuperação da economia. Essa decisão foi tomada visto que a houve uma desaceleração na arrecadação.

Em julho, a receita com tributos federais ficará inferior a aproximadamente R$ 6 bilhões em comparação ao mesmo período de 2011, sendo que no 1º semestre a arrecadação também havia diminuído.

Com isso, a chance de haver uma prorrogação de benefícios tributários, como a redução da alíquota do IPI para a linha branca, móveis, e alguns itens de decoração, fica muito pequena.





Em junho, houve uma renovação na redução do IPI para a linha branca por mais dois meses, e para os móveis, por mais três meses.

Por outro lado, a renovação da redução do IPI para automóveis ocorre à parte, por haver maiores possibilidades de demissão de trabalhadores nesse setor e por ter grande intensidade de mão de obra.

A redução do IPI para o setor automotivo foi renovada em 21 de maio e segue até o dia 31 de agosto.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *