Novas taxas de juros dos bancos



  
Diminuição nas taxas de juros

O corte feito na Selic na semana passada, de 8,5% para 8% ao ano, anunciado pelo Copom, influenciou positivamente na movimentação econômica brasileira.

Os juros de empréstimos e financiamentos dos principais bancos privados e públicos do Brasil foram reduzidos.

O Santander começou o dia de hoje (20/07) operando com suas novas taxas. Para o crédito pessoal, a taxa mínima para pessoa física passou a ser 1,75% ao mês (era 1,79%), e a máxima, 6,89% ao mês (era 6,93%).

Quem também aproveitou para lançar as novidades foram o Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e a Caixa Econômica Federal.





Portanto, o Itaú agora oferece taxas para crédito pessoal de 1,91% a 4,85% ao mês (era de 1,95% a 4,89% ao mês). No Bradesco as taxas ficaram de 1,93% a 1,89%.

Já a Caixa reduziu as taxas do Crédito Aporte Caixa (refinanciamento de imóveis), indo de 1,35% a 1,55% ao mês, mais TR, para 1,31% a 1,51% ao mês, mais TR. A redução foi feita também para operações de financiamento de veículos.

Por fim, o Banco do Brasil cortou os juros das linhas BB Crédito Material de Construção para pessoas físicas (variando de 1,53% a 1,98%) e BB Crédito Benefício para aposentados e pensionistas do INSS (variando de 2,21% a 3,79%).



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *