IPC-S tem variação de 0,83%



  

A atenção do consumidor deve ser redobrada no atual momento, pois com o início da desaceleração econômica os preços de muitos produtos passaram a sofrer variação, mesmo que ínfimas e oscilantes. Dados expressos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) assinalam que o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) variou para 0,83% em 15 de abril, 0,06% inferior ao índice constatado no último levantamento.

De acordo com a FGV, somente o grupo Alimentação pressionou o IPC-S para baixo ao passar de 1,50% para 1,10%. Dos 21 componentes analisados, 13 registraram baixas em suas taxas, ficando a hortaliças e legumes o mais severo arrefecimento, de 8,86% para 5,53%. O índice das frutas, logo em seguida, decresceu de 0,56% positivo para 1,02% negativo, enquanto em pescados frescos a variação deixou 4,49% para abraçar 4,77%.





O único grupo a manter o mesmo índice do levantamento anterior para o mais recente foi Habitação, com taxa de 0,35%.

Os demais grupos, por outro lado, registraram acelerações em suas taxas de variação. O destaque ficou por conta de Transportes, que subiu de 1,49% para 1,71%. Em Despesas Diversas o índice cresceu de 0,16% para 0,34%, enquanto Educação, Leitura & Recreação delineou progresso de 0,34% para 0,48%. Saúde e Cuidados Pessoais, com avanço de 0,73% para 0,81%, e Vestuário, de 1,03% para 1,08%, completam a lista.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *