Perspectiva de crédito ao consumidor em baixa



  

Um dos fatores que transformaram 2010 num ano bom, no sentido econômico, foi o acesso ao crédito mais facilitado. Contudo, o Banco Central (BC) instaurou, há poucas semanas, inúmeras medidas que passam a limitar a possibilidade maiores gastos por parte dos brasileiros, atingindo em cheio a confiança.

De acordo com a Serasa Experian, o Indicador de Perspectiva do Crédito ao Consumidor arrefeceu 1,1% em dezembro, ou seja, a oitava baixa mensal seguida, chegando a 100,1 pontos. A entidade prevê, com isso, que a desaceleração do crédito aos brasileiros deve continuar nesse processo durante o primeiro semestre.

Economistas da Serasa acreditam que as elevações da Selic, a taxa básica de juros da economia, e o aumento dos compulsórios devem demarcar um progresso menos célere do crédito ao consumidor em 2011. Além dessa disposição, existe a perspectiva de incremento do endividamento da pessoa física.





A Perspectiva do Crédito às Empresas, por outro lado, diminuiu 0,2% em dezembro, chegando, portanto, a 106,8 pontos, o primeiro recuo mensal desde fevereiro de 2009.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Serasa Experian



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *