Dieese – Cesta Básica – Alta nos Preços em Novembro de 2010



  

O preço da cesta básica acumula considerável crescimento em 2010, com destaque para São Paulo. Conforme números divulgados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), nas 17 capitais os produtos apresentaram aumento de preços.

Manaus computou o maior avanço de custos, de 9,28%, com a cesta básica já custando R$ 250,56. Fortaleza também foi outro local de crescimento (8,03%), elevando o valor para R$ 208,91. Como já citado, São Paulo continua com o custo mais elevado de todo o Brasil, de R$ 264,61, acréscimo de 4,26% entre outubro e novembro. Segundo a Band Online, os itens que mais apertaram a cotação da cesta básica foram o açúcar, o óleo de soja e a carne.





No acumulado anual até novembro, o local de alta mais sentida foi Goiânia, em 23,79%. Nos últimos 12 meses, porém, Recife contabilizou o maior acréscimo de preços, de 17,29%. Na contramão de ambos figuram Aracaju e João Pessoa, com reajuste de 4,28% e 3,84%, respectivamente.

Valendo-se desses dados, o Dieese avalia que o salário mínimo em novembro deveria abranger R$ 2.222,99, suficiente, pois, para o trabalhador gerir e sustentar toda a família sem passar apertos.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *