Reajustes Salariais atingem Recorde no 1º Semestre de 2010



  

Quando um estudante conclui o Ensino Médio, geralmente um bombardeio de novas informações surge a partir do meio em que vive, tais como “e agora, o que fazer da vida?”. Parte dos estudantes decide recorrer aos cursos para vestibulares, outros decidem lançar-se diretamente ao mercado de trabalho e outros, por sua vez, ingressar em faculdades.

Com o passar dos anos, independente das opções e tomadas de decisões iniciais, estabelecer-se num emprego fixo e bem remunerado é o que todos querem, de fato, independente do segmento de atuação. Dependendo da companhia o salário não é elevado, acarretando em mudanças de serviços caso exista insatisfação ou, aos mais otimistas, aumento salarial. Nessa última questão, entre janeiro e junho deste ano houve performance recorde de negociações entre empresas e sindicatos.





Reportagem expelida pelo portal de notícias G1 aponta que 97% dos acordos trabalhistas do primeiro semestre de 2010 conquistaram reajuste igual ou superior à inflação, dos quais 88% pelo menos 0,01% acima dela, a melhor rentabilidade já vista na última década e meia.

José Silvestre, coordenador de relações sindicais do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), avalia que para o próximo período, entre julho e dezembro, os resultados poderão ser ainda melhores, pois a atividade econômica brasileira está aquecida e a inflação, recuando.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *